x

Artigo revela a percepção de alunos e profissionais sobre o Exame de Suficiência

A regulamentação contábil no Norte do Estado de Santa Catarina através do exame de suficiência contábil: percepção dos alunos e profissionais sobre sua importância

29/06/2011 12:54:33

2,3 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

A regulamentação contábil no Norte do Estado de Santa Catarina através do exame de suficiência contábil: percepção dos alunos e profissionais sobre sua importância

O artigo científico desenvolvido pelos acadêmicos Saska Kopmann, Elaine Radtke, Juliana Pereira, Rubia Menezes e Francisco Bello - do Centro Universitário Interativo COC – Polo Exathum COC Joinville, tem como principal tema o exame de suficiência contábil no Norte de Santa Catarina, pesquisou entre os profissionais e graduandos suas impressões sobre a volta do exame e outras questões relacionadas a como acompanham as mudanças, se há diferença entre quem prestou o exame e quem entrou no mercado sem prestar exame, assim por diante.

A metodologia aplicada no presente estudo revela conclusões de relevância para o mercado e para a classe contábil da região. A pesquisa foi encerrada no dia 11 de abril de 2011 e os dados compilados incluiu o resultado do recente exame de suficiência contábil e confrontado com as respostas.

Resultados

Foram entrevistados 67 associados Sindicont´s, de 8 (oito) cidades da região norte de Santa Catarina, são elas: Canoinhas, Jaraguá do Sul, Joinville, Mafra, Porto União, São Bento do Sul, Rio Negrinho e Corupá, num total de 2.212 (dois mil duzentos e doze) associados. A amostra representada aqui é de 3,02% desse universo.

Como primeira pergunta para os profissionais, 82,09% concordam que o Exame traz benefícios ao mercado. Um pouco mais da metade (56,72%), apesar de pouca diferença, acha que o Exame ainda é um diferencial para trabalhar ou contratar um colega que não fez. Confirmando que a ausência do Exame comprometeu a qualidade dos profissionais nesse período, é o que acham 64,18% dos entrevistados. A maioria, 68,66%, também concorda que os cursos de graduação da atualidade não preparam o estudante para o Exame e que também se perdeu uma certa qualidade nos cursos oferecidos de uma forma geral (76,12%).

Entre os acadêmicos da Univille (Campus Joinville e São Bento do Sul), Sociesc (Campus Joinville), Universidade do Contestado (Campus Canoinhas, Mafra, Concórdia e Rio Negrinho) e Unerj (Centro Universitário de Jaraguá do Sul). Todas as Instituições participantes da pesquisa somam um total 150 (cento e cinquenta) alunos cursando o último ano do Curso de Ciências Contábeis na modalidade presencial independente do turno ou semestre. Desses foram entrevistados 43 alunos. A amostra aqui representa 28,66% desse universo.

Percebe-se que o curso de Ciências Contábeis é a primeira formação de 86,05% dos alunos entrevistados, e que também sua maioria (72,09%) já trabalha na área. Mais da metade dos entrevistados (55,81%) acham que a grade do curso no qual estudam atualmente não é suficiente para prestar o Exame de Suficiência, embora 58,14% disseram que NÃO pretendem fazer um preparatório para prestar o mesmo.

Resultado na íntegra em suficienciacontabil.blogspot.com

Fonte: Portal Contábil SC

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.