x

Prefeitura de Natal investirá 800 milhões até 2014

Mapa de Oportunidades indica que Comércio Varejista e Turismo são os setores que mais podem se desenvolver com o Mundial Natal - Mais do que futebol, o Mundial

25/07/2011 15:08:18

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Mapa de Oportunidades indica que Comércio Varejista e Turismo são os setores que mais podem se desenvolver com o Mundial

Natal - Mais do que futebol, o Mundial de 2014 trará benefícios para as cidades- sede antes, durante e depois da Copa. Em Natal, serão 356 oportunidades de negócios para o micro e pequenos empresários. O Mapa de Oportunidades apresentado nesta segunda-feira, no Encontro Sebrae de Negócios – Oportunidades para 2014, na capital potiguar, mostra que Comércio Varejista e Turismo são os setores que mais se destacam, com 22% das oportunidades.

No estado, são mais de 60 mil MPE e mais de 19 mil Empreendedores Individuais. Segundo a prefeita da capital potiguar, Micarla de Sousa, nos próximos anos, 30 mil trabalhadores estarão ganhando com a Copa - 15 mil somente na construção civil, “Natal nunca mais será a mesma, essa é a nossa oportunidade”, comemorou. Ela anunciou ainda que a prefeitura da vai investir R$ 800 milhões em obras de mobilidade urbana e infraestrutura. “O povo e a classe empresarial têm que estar preparados para uma nova realidade e outros desafios que surgirão.”

O evento de lançamento do Encontro reuniu 700 pessoas, entre representantes do governo e associações, micro e pequenos empreendedores e empreendedores individuais interessados em aproveitar as possibilidades de negócios que serão geradas pela Copa. Estavam presentes o vice-governador do estado Robson Faria, a prefeita de Natal, Micarla de Sousa, o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto, o superintendente do Sebrae no Rio Grande do Norte, Sílvio Bezerra, e o ex-técnico da Seleção Brasileira, Carlos Alberto Parreira.

Inserir as micro e pequenas empresas (MPE) nesse mercado de oportunidades é um esforço do Sebrae Nacional. “Devemos trabalhar o Mapa de Oportunidades e aumentar o nível de competitividade para que as MPE participem desse desenvolvimento”, afirmou o presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto.

Segundo ele, é preciso haver um diálogo permanente para entender as demandas dos grandes fornecedores e estabelecer uma relação entre as MPE e as grandes empresas. Luiz Barreto acredita que o Campeonato Mundial vai deixar um legado, não só de imagem e infraestrutura para o país, mas vai fazer com que os micro e pequenos negócios aumentem a sua participação na economia do Brasil. “Teremos um país melhor e mais forte. Vamos aproveitar o momento econômico para que esse segmento possa crescer junto com ele”, enfatizou.

Antes, durante e depois

Em seguida, o Presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae no Rio Grande do Norte, Silvio Bezerra, apresentou os planos de ação da instituição no estado. “Natal não foi uma escolha, ela simplesmente aconteceu. A Copa do mundo não poderia acontecer sem passar por aqui”, afirmou. “Vamos trabalhar para que a cidade seja um lugar mais agradável ainda. Queremos que os empreendedores possam firmar seus negócios entre si, tanto em inovação como em sustentabilidade, pois tudo será desfrutado antes, durante e depois”, analisou Bezerra.

Encerrando o encontro, o técnico Carlos Alberto Parreira falou sobre 'My Way – Formando Equipes Vencedora'. Em sua palestra, Parreira aproveitou para dar dicas aos empreendedores: “Há oportunidades para todos, basta que vocês se profissionalizem no que fazem de melhor. a Copa é uma oportunidade para mostrarmos que o Brasil é capaz”, concluiu.

Rhaiana Rondon, enviada especial


Fonte: Agência Sebrae

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.