x

Trabalhista

Empresas postergam ações trabalhistas com receio da reforma

Uma das mudanças em discussão é que os acordos firmados entre as partes, como os sindicatos, tenham preponderância sobre a lei

27/02/2017 18:19:19

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Diante da possibilidade de reformas trabalhistas no governo Temer, empresas têm procurado escritórios de advocacia para tentar postergar ações trabalhistas em andamento.

"Há um desespero descomunal dos empresários para postergar as ações civis públicas na expectativa da nova legislação", diz Caroline Marchi, sócia da área trabalhista do Machado Meyer.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, uma das mudanças em discussão é que os acordos firmados entre as partes, como os sindicatos, tenham preponderância sobre a lei.

Caso a mudança seja aprovada, o Ministério Público do Trabalho irá avaliar que pactos com empresas, anteriores à aprovação da nova lei, continuarão válidos.

Fonte: Noticias ao minuto

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.