x

Guia auxiliará micro e pequenas empresas a driblar a falência

SÃO PAULO – Foi lançada na última quinta-feira (18), em Brasília, uma nova publicação que auxiliará as micro e pequenas empresas a driblar processos de

22/08/2011 15:07:07

1,7 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

SÃO PAULO – Foi lançada na última quinta-feira (18), em Brasília, uma nova publicação que auxiliará as micro e pequenas empresas a driblar processos de falência. A cartilha “Recuperação Judicial de Empresas - Guia Prático” traz informações sobre processos de recuperação e orienta os empreendedores sobre as melhores formas de saldar os compromissos financeiros, negociar com credores e moldar planos de recuperação factível.

O projeto foi desenvolvido pelos ministérios da Justiça e do Desenvolvimento, Indústria e Comercio Exterior, em parceria com o Conselho Federal de Administração e o Instituto Recupera Brasil. Com a iniciativa, a Lei 11.101/05, de Recuperação de Empresas e Falência, também se tornará mais acessível.

Mais empregos

De acordo com o MJ, a atuação conjunta dos ministérios ampliará o acesso das empresas à conciliação prévia, à mediação, à arbitragem, aos juizados especiais e serviços cartoriais e notariais. Além disso, espera-se que a retomada de um ambiente competitivo favoreça a criação de empregos no País.

Evento

Durante o evento de lançamento da cartilha na sede do CFA (Conselho Federal de Administração), estiveram presentes o secretário de reforma do Judiciário do MJ, Marcelo Vieira, e o coordenador-geral do Departamento de Micro e Pequenas Empresas do MDIC, Fábio Santos Pereira Silva. Participaram da solenidade ainda o presidente do CFA, Sebastião Luiz de Mello, o presidente do Instituto Recupera Brasil, Luis Claudio Montoro Mendes, e os representantes dos Conselhos Regionais de Administração.

Fonte: Infomoney

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.