x

Ministro diz que salário mínimo de R$ 420 é "impossível"

O ministro Luiz Marinho (Trabalho) disse nesta quinta-feira que o reajuste do salário mínimo dos atuais R$ 350 para R$ 420 é "impossível". O aumento

18/12/2006 00:00:00

1,7 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

O ministro Luiz Marinho (Trabalho) disse nesta quinta-feira que o reajuste do salário mínimo dos atuais R$ 350 para R$ 420 é "impossível". O aumento de R$ 70 é reivindicado pelas centrais sindicais. O ministro disse que na próxima terça-feira tem reunião marcada com representantes das centrais "para buscar construir um acordo" sobre o valor. Depois, Marinho deve se reunir com o presidente Lula para discutir o reajuste. Marinho disse ainda que o aumento de 90,7% na remuneração dos deputados federais não deve pressionar por um reajuste maior no salário mínimo. "Não tem paralelo, comparação, as coisas não estão colocadas dessa forma", disse. O governo já se reuniu duas vezes com as centrais sindicais para discutir o reajuste do mínimo, mas não apresentou uma proposta. Paulo Pereira da Silva, o Paulinho, da Força Sindical, já disse que aposta na apresentação de um valor entre os R$ 375 defendidos pelo Congresso e os R$ 420 pedidos pelas centrais. O reajuste para R$ 420 garantiria uma alta de 20%. O ministro Guido Mantega (Fazenda), no entanto, defende que o mínimo seja reajustado para R$ 367 (4,86%), de acordo com as contas refeitas pelo governo de acordo com as novas projeções de crescimento do PIB. Segundo Mantega, cada R$ 1 de reajuste do mínimo implica em um impacto de R$ 190 milhões na Previdência ao ano.

Fonte: Folha OnLine

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.