x

Mínimo maior e correção do IR

Contra a vontade da equipe econômica, o presidente Lula autorizou ontem o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, a fechar acordo com as centrais sindicais e o relator

21/12/2006 00:00:00

2,1 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Contra a vontade da equipe econômica, o presidente Lula autorizou ontem o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, a fechar acordo com as centrais sindicais e o relator do Orçamento de 2007, senador Valdir Raupp (PMDB-RO), para elevar o valor do salário mínimo de R$ 350 para R$ 380 no próximo ano. O reajuste custará R$ 5,1 bilhões aos cofres federais - R$ 850 milhões a mais do que estava programado. Em reunião de cinco horas, os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Paulo Bernardo, tentaram convencer Lula a não dar aval ao acordo. Mas, no final, prevaleceu a posição de Marinho e da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, a favor do reajuste de 8,6%. Inicialmente, o Ministério da Fazenda queria um salário mínimo de R$ 367. Tabela do IR - Além do aumento, o governo concordou com correção de 4,5% na tabela do Imposto de Renda - 1,5 ponto percentual acima do que já havia sido aprovado nesta semana pela Câmara dos Deputados. O custo total das concessões ultrapassou em R$ 1,11 bilhão o previsto e obrigou Raupp a atrasar a votação do Orçamento para fazer ajuste nas projeções de receita de 2007. (AE)

Fonte: Diário do Comércio

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.