MOMENTO CONTÁBEIS

Autenticação de documentos |informações sobre a EFD|Atestados Médicos

Contábeis o portal da profissão contábil

18
Oct 2018
17:32

Tributário

Quer investir em previdência privada para abater no IR? Saiba qual é mais vantajoso, se PGBL ou VGBL

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual tipo de previdência privada é o mais indicado para abater no imposto de renda e como fonte de investimento.

08/06/2018 08:42

4.115 acessos

imposto de renda abatimento

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual tipo de previdência privada é o mais indicado para abater no imposto de renda e como fonte de investimento.


Mas antes de entender qual modelo é o mais vantajoso, é importante identificar qual o seu perfil de investidor e, para isso, necessário saber primeiro qual modelo de declaração de imposto de renda você utiliza.


Há dois tipos de planos, o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre). Contudo, o abatimento de até 12% sobre a renda tributável só vale para quem optar pelo PGBL.


De forma simplificada, a tributação do PGBL ocorre sobre todo o investimento, enquanto que no VGBL a tributação incide apenas sobre o rendimento da aplicação. Além disso, no caso do PGBL, é preciso fazer a declaração completa do imposto de renda, ou seja, não é permitido esse tipo de previdência para quem faz o modelo simplificado.

Já o VGBL é indicado para contribuintes que fazem o modelo simplificado do IR ou são isentos, e que adotam um desconto único de 20% sobre a renda tributável. Nesta modalidade, o investidor não poderá abater suas aplicações feitas durante o ano no imposto de renda. Porém, quando resolver sacar o dinheiro, pagará imposto apenas sobre o valor dos rendimentos e não sobre o total acumulado.

No caso do saque do PGBL, o investidor deverá pagar imposto sobre o montante resgatado ou sobre a renda recebida.

Sobre a duração ideal do investimento, especialistas sempre recomendam que seja feito para longo prazo. Se a intenção for sacar o dinheiro aplicado em curto prazo, melhor pensar em outras alternativas.

Além de escolher o melhor plano de previdência privada, é preciso se atentar para o regime de tributação. Há dois tipos dele: a tabela progressiva compensável e a tabela regressiva. E também é necessário pensar no prazo de resgate para fazer a melhor escolha.

Na tabela de tributação progressiva, há isenção de IR para valores até R$ 1.903,98 mensais. No caso de intenção de resgate em menos de quatro anos, economistas indicam a tributação progressiva.
Nessa situação, o IR máximo será de 27,5% para valores acima de R$
4.664,68.

A tributação regressiva é indicada para quem pretende deixar o dinheiro aplicado por mais de quatro anos.

Antes de contratar um plano de previdência privada, é preciso pesquisar custos como taxas de administração e de carregamento, que diminuem o rendimento.

Por isso, compare as taxas praticadas pelas instituições financeiras.

Infomoney e Uol Economia

Por Mariana Bruno para o Portal Contábeis

Enviado por

Redação Contábeis

MATÉRIAS RELACIONADAS

Receba Novidades

receba novidades sobre o site e o fórum de contabilidade em seu e-mail

x

CADASTRE-SE
GRATUITAMENTE

e faça parte da maior
comunidade contabil
da internet brasileira

x

Faça parte da maior
comunidade da internet
brasileira
, e receba nosso
conteúdo gratuitamente

CADASTRE-SE GRÁTIS

ENVIAR

Ao se cadastrar, você aceita os termos de uso do portal Contábeis.

CADASTRE-SE COM AS REDES SOCIAIS

x

OLÁ ROGÉRIO

vocÊ sabia que você pode
enviar artigos pelo site ?

x

digite seu email ao lado
para receber a senha
em sua caixa de entrada.

RECUPERAR MINHA SENHA

ENVIAR
x

Parabéns!

Veja os próximos passos
para aproveitar tudo o que
preparamos para você.

x

Cadastro efetuado com sucesso !
Enviamos para seu e-mail os procedimentos para confirmação de seu cadastro.
Ele será concluído depois que você fizer a confirmação via e-mail.

Caso não tenha recebido:

* Aguarde mais alguns minutos.
* Verifique sua pasta de spam (ou lixo eletrônico).
* Solicite o reenvio da mensagem de confirmação clicando aqui.

Prezados(as) senhores(as), o Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussoes dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro. Ao acessar este site você concorda com os Termos de uso.

Site desenvolvido por
Julio Guimarães | Rogério César