x

Carreira

Em Fortaleza, FBC promoverá curso "Recuperação Judicial - Assistência Técnica ao Credor e Devedor" em outubro

Evento terá como palestrante o perito contábil Julio Cesar Teixeira, autor do livro "Recuperação Judicial de Empresas Médias e Pequenas"

17/09/2018 09:08:18

1.098 acessos

Em Fortaleza, FBC promoverá curso

Com o objetivo de capacitar os profissionais contábeis que lidam com empresas em crise financeira, a Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC) promoverá o curso “Recuperação Judicial - Assistência Técnica ao Credor e ao Devedor”, em Fortaleza/CE, nos dias 5 e 6 de outubro, no auditório do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará (CRCCE), que terá a condução do perito contábil Julio Cesar Teixeira, profissional com 16 anos de experiência nas áreas administrativa e financeira e autor do livro “Recuperação Judicial de Empresas Médias e Pequenas”.

“A FBC recebeu solicitações dos profissionais da contabilidade do Ceará, após o sucesso do curso de ‘Perícia em Falência e Recuperação Judicial’ em Aracaju, para levarmos o curso para Fortaleza, por isso, realizaremos lá. O assunto a ser tratado ao longo do evento será muito pertinente para os profissionais diante do momento que estamos passando em nosso país, com muitas empresas em dificuldades financeiras”, destaca a diretora operacional da FBC, Sandra Santiago.

Com carga horária de 11h30min e sujeito à pontuação no Programa de Educação Profissional Continuada do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), o curso tem como público-alvo profissionais contábeis, peritos judiciais/contábeis, analistas, auditores, estudantes de Ciências Contábeis e interessados na atuação profissional em perícia contábil.

CREDOR E DEVEDOR

“Esse curso é voltado tanto para o profissional que assessora empresa que pede recuperação judicial, como para o profissional que assessora quem tem a receber de empresas que estão em recuperação, os credores” reforça Julio Cesar Siqueira, que é administrador, bacharel em Ciências Contábeis e atuante na elaboração de planejamento estratégico para empresas em processo de recuperação judicial.

Julio Cesar Siqueira explica a importância do profissional contábil se especializar sobre a temática do curso. “Neste momento de crise financeira, cada dia mais cresce o número de empresas que buscam a recuperação judicial, temos os exemplos de grandes companhias como as construtoras envolvidas na Lava Jato, operadora OI, viação Itapemirim, editora Abril. Diante deste cenário, o profissional da contabilidade é um dos primeiros a perceber que uma empresa está caminhando para crise, basicamente pelos seus indicadores históricos, como índice de liquidez, entre outros”, afirma.

“O profissional da contabilidade pode analisar, indicar se é viável ou não uma empresa em crise ir para uma recuperação judicial e, o mais importante, indicar com sair deste processo. Por isso, é importante o contador se preparar direito, não somente de forma superficial, pois, caso contrário, ele pode indicar um remédio, caminho errado, que, muitas das vezes, pode ser irreversível”, ressalta Julio Cesar Siqueira.

INSCRIÇÕES

Com investimento de R$ 450,00 (à vista) ou R$ 125,00 parcelado em quatro vezes, os interessados em participar do curso devem se inscrever no site da FBC -www.fbc.org.br/cursos. Ao acessar o campo de inscrição, o futuro participante é direcionado ao sistema de eventos do CFC, onde é necessário realizar um cadastro de usuário, caso não tenha. Após isso, é só seguir as etapas solicitadas e concluir a inscrição. 

PARCERIAS

Com realização da Fundação Brasileira de Contabilidade (FBC), o curso “Recuperação Judicial - Assistência Técnica ao Credor e Devedor” tem o apoio da Associação dos Peritos Contadores do Estado do Ceará (APCEC), Núcleo Treinamento Profissional (NTP) e Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Ceará (CRCCE).

 
 
 
 

Fonte: Fundação Brasileira de Contabilidade

MATÉRIAS RELACIONADAS

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.