x

Carreira

O Exame de Suficiência é uma etapa necessária para a obtenção do registro profissional na área da Contabilidade.

Principal objetivo dos recém-formados em Ciências Contábeis, a avaliação oferece à sociedade profissionais preparados para exercerem suas funções.

24/04/2019 10:26:18

9.214 acessos

O Exame de Suficiência é uma etapa necessária para a obtenção do registro profissional na área da Contabilidade.

O Exame de Suficiência é uma etapa necessária para a obtenção do registro profissional na área da Contabilidade. Principal objetivo dos recém-formados em Ciências Contábeis, a avaliação oferece à sociedade profissionais preparados para exercerem suas funções.

Em comemoração ao Dia do Profissional da Contabilidade, entrevistamos Carine Vogel Telles, a bacharela que tirou a maior nota do país na última edição do Exame de Suficiência.

Carine é de Brasília (DF) e formou-se em Ciências Contábeis pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). No entanto, ela conta que nem sempre pensou em seguir uma carreira na área contábil. Conheça, aqui, o que a fez mudar de ideia e confira algumas dicas para quem almeja tirar uma boa nota para conseguir o registro que o permita atuar na área.

1 – Como você se preparou para fazer a prova?

Eu estudei algum tempo para concursos públicos focados na carreira de auditor fiscal. Dessa forma, percebi que tinha adquirido um bom conhecimento sobre a área contábil. Eu e o Enio, meu marido, já tínhamos feito outra graduação e resolvemos cursar bacharelado em Ciências Contábeis na Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) on-line, a fim de podermos usar o conhecimento que já tínhamos em uma área que descobrimos uma afinidade. Mesmo tendo estudado para concurso, levei a sério a graduação e lia todo o material disponibilizado, do mais simples a conhecimentos que ainda não tinha adquirido. Adicionalmente, é mais motivador ter alguém para estudar junto e com quem compartilhar as dúvidas, como fiz com meu marido. É importante estar sempre atualizado sobre os assuntos contábeis, por meio de notícias de portais contábeis e das matérias e atualizações contidas no site do CFC. Com uma rotina de estudo constante, nem precisei estudar especificamente para o Exame de Suficiência.

2 – Que dicas você pode dar para  os candidatos que farão as provas neste ano?

A dica que dou aos futuros candidatos é para lerem todo o material possível; não podemos descuidar dos assuntos básicos, dos que achamos que sabemos tudo. Sempre releia o que você já aprendeu, e, além disso, a prática de fazer simulados com provas anteriores mostra o seu desempenho, o que possibilita uma base para saber o que é possível melhorar. Não tenham medo de errar. É melhor saber em que somos fracos, focando o tempo nos pontos principais antes da prova, do que cometer equívocos e não conseguir atingir a pontuação mínima para adquirir a habilitação para exercer a profissão contábil.

3 – Por que você escolheu fazer Ciências Contábeis em um momento em que as pessoas dizem que a tecnologia está ameaçando essa profissão?

Eu me identifiquei com a profissão assim que comecei a estudar matérias de Contabilidade para concursos públicos. Sempre procuro me atualizar com novas tecnologias e não considero que os avanços tecnológicos são um empecilho para a continuidade da profissão contábil. Muito pelo contrário, creio que a tecnologia deve ser uma ferramenta para engrandecer o papel que um contador exerce. O especialista da Contabilidade precisa entender que a profissão é muito mais do que preencher livros contábeis. O grande diferencial é a atuação que um contador pode ter em gestão, ao auxiliar as oportunidades empresariais. As oportunidades são diversas, como, por exemplo, em compliance, consultoria, perícia, auditoria interna e externa. Atualmente, empresas que não têm um contador em cargos executivos perdem oportunidades que poderiam ser mais bem compreendidas por um profissional com essa expertise.

 4 – Quais são as suas expectativas em relação à sua profissão depois de tirar a maior nota do país?

Depois de tirar a maior nota no Exame de Suficiência, é necessário manter um alto padrão, ao continuar estudando e me atualizando. Atualmente trabalho como administradora, mas, mesmo assim, estou abrindo meu escritório de Contabilidade em parceria com meu marido. Quero poder atuar na área e demonstrar na prática a diferença que um bom contador pode fazer em uma empresa privada ou em uma instituição pública. No Dia da Contabilidade, estarei recebendo minha carteirinha do CRC-DF e quero poder contribuir para que essa profissão tenha ainda mais credibilidade perante a sociedade.

5 – Como você avalia o ensino da Contabilidade no Brasil?

O ensino da Contabilidade no Brasil me parece bem estruturado. Os órgãos de fiscalização da área são muito atuantes, o que demonstra uma maior seriedade. A existência de um exame de suficiência é um pilar que separa os profissionais que estão habilitados a atuar dos que ainda precisam aperfeiçoar seus conhecimentos. O ideal seria que todas as graduações seguissem a mesma linha do CFC. Acredito que a universidade é um apoio, mas cada aluno pode mudar a qualidade do ensino ao questionar e influenciar o meio em que está inserido. Mesmo com ensino 100% a distância, é possível ter uma boa base para o mercado de trabalho, desde que o aluno esteja comprometido.

 6  - Por fim, qual foi a sua reação ao saber que a sua nota foi a maior do País na segunda edição do Exame?

Confesso que fiquei surpresa com a notícia. Sabia que tinha ido bem após corrigir a prova. No entanto, ser a única pessoa que atingiu 47 de 50 questões na última edição nem parece verdade.

Exame

As inscrições para a realização do exame já estão abertas e poderão ser efetuadas no próprio site do CFC, além do site da Consulplan, empresa que venceu o processo de licitação realizado pelo Conselho Federal de Contabilidade, para a execução das duas edições do Exame de Suficiência em 2019.

O interessado que entender que tem direito à isenção da taxa poderá solicitá-la, no ato da inscrição, por meio do sistema, apenas no prazo compreendido entre as 14 horas do dia 22 de abril até o mesmo horário do dia 24 de abril, considerando-se o horário oficial de Brasília. A taxa de inscrição será de R$110,00, a ser recolhida em guia própria, em favor do Conselho Federal de Contabilidade. As inscrições se encerram no dia 22 de maio, ás 16h.

A prova objetiva para Bacharéis em Ciências Contábeis será aplicada, pela Consulplan, aos candidatos com inscrições devidamente homologadas, no dia 7 de julho, das 9h30 às 13h30 – horário oficial de Brasília (DF). Para conferir o Edital completo clique aqui.

O Exame de Suficiência vem sendo realizado, pelo CFC, desde 2011, em função do disposto no Decreto-Lei n.º 9.295/1946 – com alteração da Lei n.º 12.249/2010 –, que estabelece que a aprovação no Exame é um dos requisitos para a obtenção de registro profissional em Conselho Regional de Contabilidade (CRC). O CFC regulamentou a aplicação do Exame por meio da Resolução n.º 1.486/2015. A aplicação da prova da segunda edição do Exame de Suficiência de 2019 está prevista para o dia 27 de outubro.

Fonte: Por Luiz Monteiro Estagiário sob supervisão da Comunicação do CFC

MATÉRIAS RELACIONADAS

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.