x

Tecnologia

O download de XMLs e o Fsist: entenda o que aconteceu!

Alteração da Sefaz já está afetando sistemas que baixam XML de NFe sem certificado digital. Na última segunda-feira (06), o Fsist anunciou novamente que não conseguirá consultar NFes.

07/05/2019 09:17:08

51.306 acessos

informe publicitário

O download de XMLs e o Fsist: entenda o que aconteceu!

Desde a alteração da Sefaz no portal da NFe, sites como Fsist correm o risco de parar de baixar XML de NFe sem certificado digital. Os ajustes Sinief 16/18 e 17/18 anunciaram a obrigatoriedade da consulta com certificado digital.

As Secretarias da Fazenda de 13 estados, incluindo São Paulo (SP), pararam definitivamente a consulta de NFe por chave de acesso sem certificado digital através de seus portais. O site da Sefaz nacional ainda está realizando a consulta mas, ao que tudo indica, deve parar de oferecer essa opção em breve.

Entenda agora o que aconteceu com o Fsist:

Download do XML por Captcha e reCaptcha

Até o final de abril, o site Fsist consultava a chave de acesso inserida pelo usuário no site da Sefaz, quebrando o “Captcha” (letrinhas). Esse XML fornecido pelo site não tinha validade jurídica, mas era utilizado por muitas empresas que precisavam de NFes.

A Sefaz nacional mudou a sua verificação do “Captcha” para o “reCaptcha”, uma forma um pouco mais atualizada de conferir se o usuário não é um robô. Por isso, durante alguns dias o Fsist deixou de funcionar mas depois conseguiu quebrar o “reCaptcha”.

Agora o “reCaptcha”:

No dia 06/05/2019 (segunda-feira), o Fsist deixou de consultar NFe gratuitamente. No site aparece somente a consulta de CTe, via “Captcha”, e a seguinte mensagem:

As empresas e escritórios contábeis que procuravam uma solução imediata para continuar consultandos suas NFes e até mesmo NFes de terceiros, se depararam com a solução do Arquivei Lite, que funciona normalmente. Isso causou dúvidas entre diversos contribuintes, portanto veja a explicação abaixo:

Download de XML pela chave de acesso com Arquivei Lite

As ferramentas Fsist e outras utilizam robôs que buscam a NFe no portal da Sefaz, quebrando o “Captcha” ou “reCaptcha”. Eles copiam o conteúdo do site e constroem uma Nota Fiscal artificialmente.

Já o Arquivei Lite não funciona dessa maneira. A ferramenta foi desenvolvida pela Arquivei, uma empresa que já se consolidou no ramo de consulta e gestão de Documentos Fiscais no Brasil, tendo o McDonald’s, a Riachuelo e outras grandes marcas em sua carteira de clientes.

Segundo o site do Arquivei Lite, a solução utiliza outras fontes oficiais do Governo para conseguir baixar o XML utilizando apenas a chave de acesso, sem o certificado digital. Veja como é a página do Arquivei Lite:

De qualquer forma, para garantir a validade jurídica da NFe apenas utilizando plataformas que obrigam a inserção do certificado digital, como é o caso da Arquivei.

O contribuinte também pode continuar consultando as NFes nos portais da Sefaz, porém irá precisar tanto do certificado digital quanto da chave de acesso e ainda erá o problema de não saber se está ciente de todas as notas emitidas para seu CNPJ.

Gostou do artigo? Então deixe seu comentário abaixo!

MATÉRIAS RELACIONADAS

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.