x

Trabalhista

Prazo para trabalhador sacar o abono PIS/PASEP termina em 28 de junho

O prazo para os trabalhadores sacarem o abono salarial relativo ao ano-base 2018 termina em 28 de junho

14/06/2019 09:17:17

14.199 acessos

Prazo para trabalhador sacar o abono PIS/PASEP termina em 28 de junho

A menos de 15 dias para o encerramento do prazo, mais de 2,2 milhões de trabalhadores que recebem até dois salários mínimos ainda não sacaram o abono salarial ano-base 2018. O prazo se encerra no dia 28 de junho. Se o valor não for sacado, o cidadão perde o direito ao benefício.

Ao todo, R$ 6,5 bilhões estão disponíveis para saque. De acordo com a Secretaria Especial da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, a região Sudeste é a que mais tem trabalhadores que ainda não sacaram o valor: 1,1 milhão. Já a Norte é a de menor número com cerca de 148 mil pessoas. Na região Sul, são 440 mil, no Nordeste, 353 mil, e no Centro-Oeste, 235 mil.

Os valores do abono salarial começaram a ser pagos em 17 de janeiro. Mais de 22,4 milhões de trabalhadores sacaram o benefício, totalizando R$ 17 bilhões.

Quem tem direito ao benefício
Todo trabalhador que exerceu atividade remunerada com carteira assinada durante, pelo menos, 30 dias em 2017, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos tem direito ao benefício. É preciso também que os dados do profissional tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) .

Os valores são proporcionais ao tempo trabalhado no ano. Quem esteve empregado por todo o ano recebe o equivalente a um salário mínimo (R$ 998); quem trabalhou por apenas 30 dias pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84 — o equivalente a 1/12 do salário mínimo,  nas agências da Caixa Econômica Federal.

Fonte: Época Negócios  

MATÉRIAS RELACIONADAS

RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL

cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.