x

Empresarial

Tipos de estratégia de preço e como usá-las

Apostar na estratégia de preço correta para os seus produtos é determinante para obter sucesso no mercado e manter um bom ritmo de vendas mesmo em momento de crise econômica.

11/10/2019 10:37:43

3.581 acessos

Tipos de estratégia de preço e como usá-las

Apostar na estratégia de preço correta para os seus produtos é determinante para obter sucesso no mercado e manter um bom ritmo de vendas mesmo em momento de crise econômica. Alguns consumidores tendem a cortar os gastos de maneira drástica enquanto outros conseguem fazer isso com alguma seletividade, independente do grupo predominante no seu público-alvo é essencial usar a precificação como uma ferramenta de auxílio para conquistar a mente e o coração do cliente.

Estratégia de preço: Conheça 7 tipos e como usá-las

A percepção de preço alto, baixo ou justo de um produto pelo cliente não vem necessariamente dos números escritos na etiqueta e sim da avaliação do quanto esse preço é condizente com o valor que o consumidor atribui a sua marca.

Cabe ressaltar a diferença entre preço e valor, o primeiro é reflexo de fatores como custos de produção, aquisição de matérias-primas etc enquanto que o segundo é resultante da forma como o consumidor enxerga a sua marca. Resumidamente o preço é que se paga pela mercadoria e valor é que se leva para casa. Abaixo vou dar dicas de algumas estratégias de preço e como usá-las.

1 – Redução de preço de produtos líder

Condizente com o contexto de varejo essa é uma estratégia em que o varejista baixa o preço de produtos líder (aqueles que apresentam grande volume de venda) para atrair os consumidores para a loja. Uma vez no ambiente de vendas é natural que os clientes acabem levando outros produtos que podem compensar a redução de lucro no preço de itens líderes. São exemplos de produtos líderes de seus mercados o sabão em pó Omo e o refrigerante Coca-Cola.

2 – Estratégia de preço alto-baixo

Consiste numa estratégia bastante empregada no segmento de varejo (mas, que também é bem vindo em outros mercados) em que são oferecidos descontos temporários em alguns produtos para retornar aos valores cobrados normalmente. O principal ganho que se tem ao usar essa estratégia é criar uma associação da sua marca com preços baixos.

A dica é ter uma atenção especial para o estoque da sua companhia para que não faltem produtos para atender as demandas. Pode ser interessante usar essa estratégia num momento em que se conseguiu uma negociação com algum fornecedor baixando os seus custos.

3 – Preços sazonais

Nessa estratégia a aposta está em reduzir preços de acordo com a época do ano ou em dias específicos da semana. Existem dois fatores que motivam o uso dessa estratégia sendo a necessidade de aumentar o fluxo de clientes em dias em que as vendas estão baixas ou o aumento da demanda por um produto num momento específico. Um exemplo disso é o aumento da procura por ventiladores no verão.

4 – Preço baixo diariamente

Oferecer preços reconhecidamente baixos constantemente pode acarretar num aumento significativo do fluxo de clientes em sua loja, contudo, é essencial que a sua marca tenha um posicionamento direcionado para tal. Com o passar do tempo e tendo conquistado a confiança dos consumidores será possível inclusive reduzir os custos com publicidade.

Os clientes irão para a sua loja naturalmente porque reconhecem nela um lugar em que podem consumir com rombos menores em seus bolsos. É importante desenvolver boas estratégias de negociação com seus fornecedores para reduzir os seus custos.

5 – Preço por volume

O foco dessa estratégia de preço é bastante simples de entender, vender mais por um preço mais competitivo para o consumidor. Uma estratégia que funciona muito bem em atacarejos permitindo aumentar o volume de vendas através de uma venda de mais itens de uma única vez.

Embora seja uma estratégia bastante usada por atacarejos pode ser empregada também por varejistas. Nesse caso a recomendação é oferecer outros itens com desconto ou com preços competitivos para estimular que o cliente faça uma compra mais ostensiva. O preço por volume é uma estratégia que pode se mostrar bastante rentável a longo prazo.

6 – Uso do preço psicológico

Mesmo sabendo que na prática R$ 99,90 é o mesmo que R$ 100,00 é inevitável que nosso cérebro não interprete a primeira etiqueta como uma excelente oportunidade de desconto. Isso é o que se chama de estratégia de preço psicológico, valores quebrados e números ímpares criam a percepção de vantagem para a aquisição.

7 – Preço de referência

Essa estratégia oferece ao consumidor a possibilidade de fazer uma comparação entre o preço da oferta e o preço convencional do item. Quando se faz esse comparativo dos dois valores na mesma etiqueta é possível interpretar que se tem uma excelente oportunidade naquele momento. Pode funcionar como o incentivo que faltava para que o cliente resolvesse pela compra.

Fonte: Marcus Marques

MATÉRIAS RELACIONADAS
RECEBA CONTEÚDO EM SEU EMAIL cadastrar

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.