x

Trabalhista

PIS: Caixa libera saques para nascidos em maio

Clientes da Caixa recebem o abono salarial do PIS nesta terça-feira, 17. Veja quem pode sacar;

16/03/2020 09:05:06

18,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

PIS: Caixa libera saques para nascidos em maio

O abono salarial do PIS de 2020 deve começar a ser pago nesta terça-feira, 17, para os trabalhadores nascidos em maio. Para quem não tem conta no banco, o valor será liberado na quinta-feira, dia 16.

O valor do abono do PIS/PASEP a ser pago pelo governo varia conforme o número de meses trabalhados no ano-base. Para quem trabalhou por apenas um mês em 2018, o valor será de R$87,08. Para quem teve vínculo o ano inteiro, o valor será de R$1.045.

Saque PIS

Tem direito ao saque do abono salarial do PIS os trabalhadores que se encaixam nos seguintes requisitos:

- Exerceu profissão com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2018;
- Trabalhador que ganhou, no máximo, dois salários mínimos, em média, por mês;
- Quem está inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
- A empresa onde trabalhava tenha informado os dados corretamente no sistema do governo.

Consulta PIS

Para saber se tem direito ao abono salarial, é possível fazer a consulta pelo Aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa ou pelo telefone 0800 726 0207.

Quem tem o Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir a uma casa lotérica, a um ponto de atendimento Caixa Aqui ou aos terminais de autoatendimento do banco.

Caso não tenha o Cartão do Cidadão e não tenha recebido automaticamente em conta da Caixa, o valor pode ser retirado em qualquer agência do banco, apresentando o documento de identificação oficial com foto.

Saiba mais:
PIS/PASEP: Confira a tabela de pagamento e saiba quando retirar o seu dinheiro

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.