x
CONTEÚDO notícias

Erros

Empregador Web: Saiba como solucionar oito dos principais erros

O Empregador Web está com instabilidades e mensagens de erro; Confira passo a passo como solucionar cada problema.

15/05/2020 11:25:01

87,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Empregador Web: Saiba como solucionar oito dos principais erros

A MP 936/2020 permitiu a redução salarial e de jornada e ainda possibilitou a suspensão do contrato de trabalho nesse momento da crise trazida pelo Coronavírus. Em contrapartida, trabalhadores ganham uma estabilidade provisória e o BEm, o Benefício Emergencial.

Empregadores devem informar as alterações contratuais por meio do Empregador Web. Entretanto, o site está passando por Instabilidades e apresentando vários erros.

Por isso, o Portal Contábeis elencou os seis principais erros e a orientação ou solução para cada um. Confira:

Vínculo não encontrado ou divergente

O erro de vínculo empregatício é um dos mais comuns do Empregador Web. Usuários relataram mensagens de vínculo não encontrado, vínculo divergente e até vínculo encerrado.

De acordo com a professora Íris Caroline, especialista em departamento pessoal, esses erros podem acontecer por informações equivocadas no CNIS e no eSocial, já que o Empregador Web faz o cruzamento dessas informações.

“Se alguma informação está divergente nesses sistemas, é preciso alterar e corrigir o quanto antes”, alerta a professora.

Além disso, ela ressalta que muitas empresas do Grupo 3 ainda não enviaram informações relativas a admissões, desligamentos e afastamentos no eSocial. Estas empresas já estão obrigadas ao envio, porque a RAIS já foi substituída. A não transmissão vai acarretar erros.

De acordo com a Secretaria do Trabalho, o vínculo empregatício é atualizado no momento em que a RAIS é processada. Contudo, como são muitos envios é preciso esperar até que o programa faça o reprocessamento automático.

Erro de digitação

Alguns profissionais contam com sistemas que exportam essas informações, já outros precisam realizar manualmente, mas o fato é que os erros de digitação são mais comuns do que se imagina.

“Existem vários casos em que é para colocar a data de admissão e o empregador colocou data de nascimento, data de início da redução ou suspensão. É preciso ficar atento para evitar retrabalho”.

Erro no CNPJ

Também é comum erros no momento de preencher o CNPJ, seja por erro de digitação por parte do empregador ou até uma informação errada como colocar o número da empresa Matriz ao invés da Filial.

“Já vi casos de empresas grandes - com mais de mil funcionários - informarem o CNPJ errado de todos os colaboradores. Tem que tomar cuidado para conferir se os dados estão corretos”, aconselha,

Para solucionar o problema, a Secretaria do Trabalho informou que vão reconfigurar o sistema do Empregador Web para considerar o CNPJ raíz e não o CNPJ inteiro.

Seguro-desemprego desatualizado

O colaborador que estava desempregado e passou a trabalhar em uma determinada empresa também pode estar com problemas ao constar que ele recebe o seguro-desemprego.

Isso ocorre quando o CNIS não foi atualizado ou o empregador não informou ao eSocial a admissão do colaborador no prazo correto.

De acordo com a professora, o empregador deve corrigi-las e atualizá-las o quanto antes. A DataPrev informou que ao longo desta semana realizará ajustes e reprogramações para reproessar as novas informações. Ou seja, mesmo atualizado em atraso, o problema será resolvido.

Erro na prorrogação

As prorrogações de acordos trabalhistas - seja de suspensão ou redução de trabalho - realmente estão passando por instabilidades.

De acordo com Iris Caroline,” se você tentar fazer a prorrogação ou retificação nesse momento não vai dar certo, porque a DataPrev está fazendo esses ajustes e quanto mais pessoas enviarem esses pedidos, mais pesa a base de dados.”

Dados divergentes na Receita

Se constar algum erro acusando dados divergentes da Receita, provavelmente trata-se de um erro de digitação ou alguma informação que não foi atualizada.

“Tive um caso do erro no nome da mãe de um funcionário que era casada quando ele foi admitido, mas ela se separou e voltou ao nome de solteira. E isso estava ocasionando o erro”, conta a professora.

A recomendação neste caso é enviar todos os dados por e-mail para o próprio funcionário verificar.

Erro no salário

Desde quarta-feira, 12, a DataPrev anunciou que está fazendo acertos automáticos e reprocessando os benefícios.

Contudo, esse acerto trouxe um outro erro: o salário de todos os trabalhadores consta como mínimo, ou seja, R$ 1.045. Ou em alguns casos não está aparecendo salário nenhum, aparece uma ampulheta para aguardar a informação.

A orientação é aguardar mais um pouco porque um novo leiaute vai ser disponibilizado no domingo, 17, e implementado entre segunda e terça feira. Assim, esses e outros erros vão ser corrigidos.

Erro na Conta bancária

Se o empregador não informou a conta do trabalhador ou informou errado, é o menor dos problemas, segundo a especialista. Nesse caso, já tem uma solução.

O governo vai fazer uma verificação para ver se o colaborador tem uma conta no Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal. Caso tenha, o dinheiro pode cair a qualquer momento, é preciso ficar atento.

Se o funcionário não tiver conta em nenhum desses bancos, o Governo vai abrir conta digital que dá direito a uma transferência gratuita, podendo transferir para conta que ele usa regularmente.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.