x
CONTEÚDO notícias

Pandemia

Brasil registra abertura de uma loja virtual por minuto

Por conta da queda do faturamento ocasionado pela Pandemia, empresas têm apostado em lojas virtuais para aquecer as vendas.

05/06/2020 11:20:01

3,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Brasil registra abertura de uma loja virtual por minuto

O Brasil abriu mais de uma loja virtual por minuto desde o início do isolamento social, em março. Esse foi o caminho encontrado por muitas empresas para amenizar a súbita queda de faturamento por causa da pandemia, segundo levantamento feito pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico.

Em pouco mais de dois meses, foram 107 mil novos estabelecimentos criados na internet para a venda dos mais diferentes produtos. Antes da quarentena, a média de abertura de lojas na internet era de 10 mil estabelecimentos por mês.

Loja virtual

De acordo com o economista Jair Casquel Junior, Professor e Coordenador de Pós-Graduação da IFSP, a reinvenção, ainda mais em época de pandemia, é crucial.

Para ele, a crise é sempre uma oportunidade para repensarmos uma série de processos. “A venda à distância não é uma novidade, surgiu no século 19, mas por conta da Pandemia algumas empresas passaram a adotar para atingir o consumidor fora da loja real”, explica.

A pesquisa da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico revelou que os setores que lideram o ranking de novos sites na internet são o de moda, alimentos e serviços.

Contudo, segundo o economista nem todo mundo consegue se reinventar. “O Comércio Eletrônico é uma alternativa, mas nem todo mundo consegue se reinventar com ele, como é o caso dos cabeleireiros.”

Planejamento

Além disso, o professor alerta que mais do que simplesmente criar uma loja on-line, as empresas devem se atentar para a parte de logística.

“É um clique para encontrar, escolher e finalizar a compra, mas depois é preciso se preocupar com a venda física. Ou seja, fazer a logística do transporte real para que chegue até as mãos do consumidor.”

Consumo

Por isso, os consumidores devem ficar atentos e ter cuidado ao consumir nas lojas online. Isso porque, em meio a tantas empresas tentando sobreviver, existem pessoas tentando se aproveitar por meio de sites falsos.

“Precisa existir o cuidado por parte do consumidor. Ele precisa procurar site de verificação de atuação dessas lojas para se informar sobre possíveis reclamações”, alerta o economista.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.