x
CONTEÚDO notícias

Orientação

Sebrae anuncia cartilhas de orientação para reabertura de empresas de diversos setores

O Sebrae incluiu nas cartilhas protocolos e diretrizes para que microempresas voltem a atuar com segurança

12/06/2020 16:00:01

2,3 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Sebrae anuncia cartilhas de orientação para reabertura de empresas de diversos setores

 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) anunciou o lançamento de uma série de cartilhas para orientar a reabertura das microempresas de 47 segmentos.

As cartilhas contam com informações gerais de segurança e higiene, além de outras sob medida para cada ramo e tipo de estabelecimento. Entre as orientações está, inclusive, algumas sobre como conduzir a empresa e de outras para se relacionar com funcionários, fornecedores e clientes.

“Os protocolos são processos estruturados que servem como um passo a passo, que seguem requisitos técnicos. São todos os cuidados que as empresas têm que tomar para mitigar as chances de contágio”, disse o diretor técnico do Sebrae, Bruno Quick, durante teleconferência realizada nesta semana.

De acordo com o Sebrae, foram elaboradas 35 cartilhas e, destas, sete já estão disponíveis no site da entidade para download. O restante será liberado na próxima segunda-feira (15). As que estão prontas para acesso são: bares e restaurantes, negócios da moda, lojas de rua e shoppings, clínicas de saúde, negócios da beleza, academias de ginástica e meios de hospedagem.

A entidade ainda prevê a elaboração de vídeos de orientação, de curta duração, para que os pequenos empreendedores possam verificar maneira prática de procedimentos deverão adotar em seus negócios.

Decretos municipais e estaduais

Uma das orientações gerais que consta nos documentos elaborados é a necessidade de obedecer aos decretos estaduais e municipais que regulamentam a retomada das atividades, assim como a necessidade de se atentar às normas estabelecidas pelos órgãos de saúde.

O Sebrae disse que a ideia é dar segurança às 13 milhões de microempresas para retomarem as atividades, uma vez que elas representam 75% dos negócios do país.

“Os documentos são muito relevantes para que o empresário, juntamente com seus colaboradores, fornecedores e clientes consigam, de fato, superar esta fase. Mais importante do que abrir, é se manter aberto e ter um local mais seguro", reiterou o presidente do Sebrae, Carlos Meller.

Fiscalização

Segundo a entidade, os estabelecimentos devem receber um adesivo de QRCode que será colado nas vitrines, o qual servirá de ferramenta para que os próprios consumidores façam o controle dos estabelecimentos que estão cumprindo as normas de segurança e higiene, como espaçamento entre clientes, uso obrigatório de máscara e fornecimento de álcool em gel.

Uma pesquisa do Sebrae apontou que 60% das microempresas do país registraram queda no faturamento semanal durante todo o mês de maio. O percentual de março foi ainda pior, 89%. Diante disso, justifica-se a preocupação da entidade em auxiliar na retomada dos pequenos empreendedores. 

 

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.