x
CONTEÚDO notícias

dólar

Quais as diferenças entre dólar comercial e dólar turismo?

Você sabe quais são as diferenças entre dólar comercial e dólar turismo? Para uma melhor experiência cambial e uso da moeda estrangeira é essencial saber como funciona as duas modalidades.

03/09/2020 09:10:01

14,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

informe publicitário

Quais as diferenças entre dólar comercial e dólar turismo?

O dólar é uma moeda de uso universal e determinante para diversos tipos de transações internacionais. As diferenças entre dólar comercial e dólar turismo devem ser conhecidas para facilitar as operações financeiras.

As duas modalidades são usadas em situações diferentes e sua cotação obedece a critérios distintos. Se você pretende viajar, vender ou comprar produtos em moeda americana, é fundamental ficar atento às características e particularidades.

Neste post, além de saber as principais diferenças entre dólar comercial e dólar turismo, você também vai entender melhor sobre a cotação e o processo de compra de moeda estrangeira. Continue lendo e veja se vale a pena investir no dólar!

Por que o dólar é tão importante para a economia mundial?

A maioria das transações internacionais têm o dólar como principal moeda de cálculo para precificar a mercadoria. Ela é base monetária de impacto global, aceita em diversos países, seja para câmbio ou comércio.

Por exemplo, ao comprar um produto nos Estados Unidos é possível pagar em Real, mas não sem antes passar pelo processo de conversão, que consiste em utilizar a cotação do dia e multiplicar pela moeda brasileira.
Quem vai viajar para qualquer país onde o dólar é a principal moeda, precisa realizar transferências internacionais para conseguir usar o dinheiro no lugar de destino. Esse processo dever ser efetivado antes para compensar financeiramente e ter maior segurança e conforto em terras estrangeiras.
No momento de realizar qualquer operação que envolva o dólar é preciso identificar a modalidade que será usada e verificar a cotação do dia para evitar qualquer tipo de transtorno em relação ao uso da moeda e prejuízos financeiros.
Para isso, conheça a definição e o modo de operação a partir da cotação de cada categoria!

O que é dólar comercial?

O dólar comercial é utilizado para pagamento e recebimento referente à importação e exportação de bens e serviços que o Brasil pode realizar com países do mundo inteiro. Sua cotação é variável, com oscilações constantes ao longo do dia, de acordo com a oferta e
procura de todo o mercado internacional.
A taxa cambial se define no encerramento das atividades diárias do mercado. Ela é chamada de Ptax, sendo fixada pelo Banco Central. Os esforços do Banco são voltados para estabilizar a moeda e favorecer a balança comercial brasileira.
As operações do dólar comercial só podem ser realizadas por empresas e instituições financeiras com o objetivo de fomentar a economia do universo empresarial. Diversas empresas dependem do dólar para atuar no comércio brasileiro.

Cotação do dólar comercial

A cotação do dólar comercial é diária, logo, para saber o valor é preciso consultar até mais de uma vez por dia. Não se pode confiar que o valor definido pela manhã, será o mesmo da tarde. A demanda da moeda modifica o cenário constantemente, por isso, a necessidade de acompanhar em tempo real.

Quanto maior o volume de transações, menor a cotação da moeda. O valor é menor do que o dólar turismo em função do giro expressivo com foco no comércio. A interferência da moeda nas transações internacionais é grande e favorece o valor final da cotação.

O que é dólar turismo?

O dólar turismo é a modalidade disponível para pessoas físicas, que tem como principal objetivo a realização de viagens — compra de passagens aéreas, reservas de hospedagens e gastos locais por cartão de débito ou crédito.
A cotação se baseia no custo do dólar comercial, com o acréscimo do IOF – Imposto sobre Operações Financeiras repassados pelo governo, custos administrativos e logísticos, considerando a transação da própria moeda e serviços de transporte e segurança, até a chegada aos estabelecimentos autorizados para venda.

Cotação do dólar turismo

O valor da cotação é influenciado pelas taxas de juros, oferta e procura, além da movimentação por turistas no exterior. O valor diferenciado a maior se justifica pela cobertura dos custos para manter a disponibilidade da moeda em espécie no mercado.

As casas de câmbio são os principais estabelecimentos de comercialização do dólar turismo para o consumidor final, sendo possível também encontrar em bancos. Vale lembrar sobre a incidência do IOF nos tipos de transações dessa modalidade da moeda:


● em espécie: 1,1%;
● cartão de crédito: 6,38%;
● cartão de débito: 6,38%;
● transferências internacionais por meio da plataforma digital: 0,38%.

Para movimentar o dólar turismo são utilizados os seguintes meios:

● cartão de crédito e débito (saques);
● carregamento de cartão pré-pago de viagem;
● em espécie;
● transferência internacional com bancos;
● transferência internacional com plataforma digital.

Quais são as principais diferenças entre dólar comercial e dólar turismo?

Resumindo as principais diferenças entre as duas modalidades de comercialização do dólar:

● dólar comercial – negociado por empresas ou instituições financeiras com valor mais
baixo devido ao volume das transações empresariais;

● dólar turismo – adquirido por pessoas físicas com valor maior em função dos custos operacionais e tributários.

Conheça o dólar paralelo

Trouxemos uma informação adicional que é importante você ter conhecimento. Em meio às transações do dólar comercial e dólar turismo, existe o dólar paralelo — vendido informalmente sem o monitoramento do Banco Central.
Os doleiros e casas de câmbio não autorizadas para esse tipo de operação atuam de forma irregular, o que caracteriza comercialização ilegal. A estratégia dos compradores é se proteger das oscilações econômicas e evitar ações de impacto do governo.
Embora a equilíbrio mercadológico seja favorável à comercialização transparente e legalizada, ainda podem ocorrer situações de compra e venda de dólar nesse formato. Para evitar complicações, evite qualquer transação sem efeito legal.

Vale a pena investir no dólar?

A variação do dólar, sobretudo o comercial é constante, por isso, as vantagens de investimento dependem do momento da compra. Para aproveitar as oportunidades e realizar uma boa compra, o ideal é acompanhar a cotação diariamente e estar pronto para efetivar uma transação.
Como em todo tipo de negociação, os riscos estão presentes, mas com um bom planejamento e análises consistentes, muitos investidores conseguem ter sucesso na diversificação da carteira de investimentos.

Remessa Online: a melhor opção para realizar transações internacionais

As operações que envolvem transações de moedas estrangeiras são consideradas internacionais e, para isso, você precisará de um meio seguro e confiável para comercializar o dólar comercial ou turismo.

Uma forma de minimizar os custos é contar com um meio econômico para enviar ou receber dinheiro do exterior. A Remessa Online é uma plataforma moderna e totalmente online que possibilita serviços de transações internacionais com as melhores condições do mercado.
Com taxa fixada em 1,3%, você pode economizar até 8 vezes e as operações serão concluídas em no máximo 1 dia útil. Essa é a alternativa ideal para quem acompanha o mercado e não deseja perder a oportunidade de comprar o dólar mais barato, por exemplo.
Credenciada pelo Banco Central do Brasil, a Remessa Online é uma opção prática, econômica e eficiente, proporcionando comodidade, economia e segurança. Todas as transações você realiza pela internet, sem precisar sair de casa.

Agora você conhece bem as diferenças entre dólar comercial e dólar turismo e já pode realizar suas operações com segurança. Fique de olho no mercado e acompanhe no site da Remessa Online diversas informações relevantes sobre moedas estrangeiras.
Se você gostou do post e deseja saber mais sobre o dólar, cotação e taxas, acesse o site da Remessa Online e veja como podemos ajudar!

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.