x
CONTEÚDO notícias

Renda

7 possibilidades de renda extra sem investimento

A pandemia trouxe a necessidade das pessoas se reinventarem profissionalmente em busca de uma renda extra para se manterem.

20/09/2020 14:00:01

15,1 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

7 possibilidades de renda extra sem investimento

A pandemia do novo coronavírus fez com que algumas pessoas procurassem novas formas de ganhar dinheiro. Com os comércios de rua fechados e um grande índice de demissão, o empreendedorismo se tornou a melhor opção para quem precisava de uma renda extra ou até mesmo para sobreviver em meio a crise.

Entre março e julho deste ano, 600 mil trabalhadores se tornaram MEIs (Microempreendedor Individual), atingindo um crescimento de 20% em comparação com o mesmo período de 2019.

Para Alex Vargas, empreendedor digital, há muitas possibilidades para conseguir uma renda extra.

“A internet é uma ótima opção para quem deseja iniciar no mundo do empreendedorismo, mas em primeiro lugar é necessário esquecer o preconceito que existe de que o sucesso, nesses casos, acontece de uma hora para a outra.”

Para ele, o empreendedorismo digital é uma ótima oportunidade, mas é preciso ter em mente que o profissional necessita de uma boa estratégia e paciência, assim como qualquer outro inicio de negócio.

Outro ponto importante é a necessidade de dedicar um tempo específico para não perder o foco, além de entender que empreender pela internet também é um trabalho que deve ser valorizado como outro qualquer.

“Muitas vezes, familiares e amigos não acreditam que esse é um tipo de trabalho válido e começam a te colocar pra baixo. É importante conversar e pedir o apoio necessário enquanto você tenta algo novo”, relata o empreendedor.

Para ajudar quem está procurando novas formas de se reinventar profissionalmente, Alex Vargas lista algumas maneiras de empreender sem precisar investir. Confira:

Seja um afiliado de plataformas

O afiliado não precisa de produtos para vender e nem de qualquer tipo de investimento, é preciso apenas entrar em plataformas como Hotmart e Eduzz e se afiliar aos ítens que estão disponíveis gratuitamente. Com isso, é preciso iniciar a divulgação dos produtos e ganhar uma comissão por cada venda.

“As comissões variam entre 40% até 70% de cada produto, então são valores bem altos. Na Hotmart, por exemplo, se a pessoa se afilia e começa a vender um produto de R$ 500 reais, há chances dela ganhar até R$300 reais em cima dele. Eu tenho convicção que ser um afiliado é uma das melhores formas de começar do zero para ter uma renda extra”, diz Alex.

Seja um produtor digital

Nas mesmas plataformas citadas também existe a opção de ser um produtor. Neste caso, se o interessado tem algum conhecimento e gostaria de compartilhar, poderá criar produtos digitais como e-books, palestras, cursos e vender na plataforma, podendo assim ganhar uma renda extra em cima.

“Nessas plataformas, há produtos de todos os tipos. As pessoas podem vender conteúdos sobre exercícios físicos, ensinar a ler um livro mais rápido, curso de idiomas, ou palestras sobre bem-estar e saúde. Com base nos seus conhecimentos, você pode criar um produto digital e vender para quem tiver interesse. Ser um produtor é uma forma legal de se trabalhar, já que torna-se possível falar sobre algo que gosta, gerando grandes retornos financeiros”, complementa.

Cadastre seus cursos

A Udemy é uma plataforma que vende cursos online sobre diversos temas, como idiomas, Photoshop, marketing digital, empreendedorismo e outros temas mais profissionais. São cursos simples, mas que podem gerar um bom retorno para quem os produz.

“A Udemy tem uma comunidade gigantesca de clientes, então quando você vende um curso por lá, a própria plataforma ajuda a divulgar o seu produto. Eles enviam e-mail marketing, fazem anúncios pagos, promoções para os clientes. Então só de você criar um curso simples e colocar na plataforma, já começa a vender e ganhar um bom dinheiro com isso”, explica Alex.

Seja um freelancer

Se você quer começar a ganhar dinheiro mais rápido, essa também é uma das melhores opções. As possibilidades de um freelancer são gigantescas, já que ele pode ser contratado para montar um site, editar fotos e vídeos, escrever textos, realizar traduções de idiomas. Independente da especialidade, o freelancer pode proporcionar diversas oportunidades.

“Existem plataformas como, por exemplo, o Workana, em que as pessoas podem comprar os serviços ou oferecer eles. Então, se você é um freelancer, uma alternativa é acessar a plataforma e dar uma olhada no que as pessoas estão pedindo. Se encontrar alguma oportunidade que se encaixe, pode se candidatar. É um trabalho que exige tempo, mas que dá muito certo para quem precisa de uma renda extra e de resultados mais imediatos”, complementa o empreendedor.

Trabalhe com dropshipping

Para trabalhar com o dropshipping, não é necessário ter um estoque de produtos, ou seja, quando um consumidor for comprar algum produto que você oferece na sua loja virtual, o seu trabalho será apenas avisar o seu fornecedor do pedido que recebeu e ele mesmo irá enviar direto para quem comprou.

“O dropshipping é uma opção muito legal para ter alguma renda. Existem pessoas que não acreditam muito nessa forma de ganhar dinheiro, mas funciona bastante. Se o seu fornecedor vende o produto por certo preço, você irá vender por um valor um pouco maior e irá ganhar dinheiro somente por essa intermediação. Existem pessoas que ganham muito dinheiro trabalhando dessa forma, é realmente válido tentar”, defende Alex.

Utilize o Mercado Livre

Essa é uma opção muito parecida com o dropshipping. A plataforma tem uma rede de clientes e também faz a divulgação do produto que a pessoa deseja colocar para vender. É fácil para quem quer ganhar uma renda extra sem precisar investir muito.

“Existem muitas pessoas que importam produtos de fora, por exemplo, e começam a vender no Mercado Livre. Há quem trabalhe da mesma forma que o dropshipping para ganhar dinheiro em cima da intermediação dessa venda. Existem inúmeras formas de vender seus produtos na plataforma, estoques não são necessários, pois podem gerar prejuízo na hora da venda. É um tipo de trabalho que pode render um dinheiro bem legal”, explica.

Seja um fazedor

Ser um ‘fazedor’ é querer sempre aprender, transmitir seus conhecimentos e apostar em coisas novas. A ideia aqui é que, se você faz um curso de marketing digital, por exemplo, depois aplique o que aprendeu para oferecer um serviço para outras empresas. Funciona basicamente como se fosse uma própria agência de marketing. No início, a pessoa trabalha com poucas empresas, mas é uma opção de tem potencial para crescer.

“Uma sugestão é que, se você encontrar uma empresa que precisa de marketing e quer vender o seu serviço, o trabalho pode funcionar de tal forma: no primeiro mês você oferece o seu trabalho de graça e, caso a empresa goste e queira continuar, nos próximos você recebe comissões. Todas as agências e pessoas que trabalham com marketing digital atualmente possuem algum tipo de retorno. É uma opção que não tem erro e vale muito a pena”, finaliza Alex.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.