x
CONTEÚDO notícias

Saques

Auxílio Emergencial: Quantos dias tenho para sacar antes que o dinheiro retorne à União?

Beneficiários do Auxílio Emergencial precisam ficar atentos ao prazo para sacar o dinheiro antes que retorne para União. Beneficiários do Bolsa Família têm período maior.

05/10/2020 11:35:11

11,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Auxílio Emergencial: Quantos dias tenho para sacar antes que o dinheiro retorne à União?

Quem foi aprovado para receber o Auxílio Emergencial precisa ficar de olho no prazo para o saque das parcelas para não perder o dinheiro. De acordo com o governo, a retirada do dinheiro do benefício é permitida até 90 dias depois do crédito na conta poupança digital da Caixa Econômica Federal.

Se o dinheiro não for retirado dentro desse prazo, ele retornará automaticamente para os cofres da União. A exceção são os cerca de 19 milhões de inscritos do Bolsa Família, que terão até 270 dias (nove meses) para sacar o benefício. Segundo a Caixa Econômica Federal, também não existe a possibilidade de saque do dinheiro por meio do banco depois que retorna à União.

Contudo, a devolução de uma parcela do auxílio emergencial para União, não interfere no pagamento das parcelas seguintes. Caso o beneficiário perca o prazo de uma parcela, continuará a receber as demais parcelas normalmente.

O auxílio emergencial prevê o pagamento de cinco parcelas de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras) e o pagamento de metade desse valor em parcelas adicionais até dezembro.

Saquem em 90 dias

O prazo de 90 dias para saques do auxílio emergencial consta do Decreto nº 10.316, que regulamentou o Auxílio Emergencial. Na ocasião, o governo informou que eventuais exceções dependeriam de novas regulamentações.

No fim de julho, o Ministério da Cidadania editou a Portaria nº 444, que ampliou para 270 dias o prazo de saque para os inscritos no Bolsa Família que sacam o auxílio por meio do cartão do programa.

Na ocasião, a pasta informou que a medida foi necessária para evitar aglomerações decorrentes da pandemia e para que famílias que vivem em locais remotos, com dificuldade de deslocamento até uma agência da Caixa, não percam o dinheiro.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.