x

Benefício emergencial

Auxílio emergencial: Caixa supera R$ 250 bi em pagamentos nesta sexta

Serão beneficiados com o Auxílio Emergencial hoje 3,6 milhões nascidos em agosto.

13/11/2020 13:50:01

809 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Auxílio emergencial: Caixa supera R$ 250 bi em pagamentos nesta sexta

A Caixa Econômica Federal anunciou que, nesta sexta-feira (13), superou a marca de R$ 250 bilhões pagos em Auxílio Emergencial a 67,8 milhões de brasileiros. Com o depósito que foi feito hoje de R$ 1,4 bilhão a 3,6 milhões de beneficiários nascidos em agosto, o total pago até agora chega a R$ 251,1 bilhões.

O valor é quase o dobro do orçamento da Saúde deste ano, de R$ 138,959 bilhões, descontados os gastos extraordinários da Covid-19. Entre os gastos da União contra a pandemia, de um total de R$ 470 bilhões efetuados até agora, o auxílio representa 54% (R$ 257,14 bilhões).

O saque para esse grupo está previsto para 28 de novembro. Mas os valores já podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem para pagamento de boletos, compras na internet e pelas maquininhas em mais de um milhão de estabelecimentos comerciais.

Amanhã (14), haverá liberação de saque em dinheiro para 3,8 milhões de pessoas nascidas em março e, no domingo (15), depósito em conta digital para 3,6 milhões com data de nascimento em setembro.

Parcelas extras

O auxílio prevê cinco parcelas de R$ 600, sendo o dobro para mães chefes de família, e mais 4 extras de R$ 300 até dezembro. Mas nem todos receberão esse número.

A MP que determinou o auxílio extensão prevê pagamento proporcionalmente à data de entrada no programa. Por exemplo, quem começou em abril recebe as quatro extras. Quem começou em maio recebe três, em junho, duas, e em julho, uma.

Fonte: R7

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.