x

Mercado de trabalho

Posso colocar no currículo empregos sem registro em carteira? Veja dicas

Especialista em carreiras explica como o período sem carteira assinada deve ser citado, assim como o trabalho de autônomo.

23/12/2020 10:30:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Posso colocar no currículo empregos sem registro em carteira? Veja dicas

Posso colocar no currículo empregos sem registro em carteira? Veja dicas

Muitos profissionais, em algum momento da vida, acabam trabalhando sem registro na carteira e aí surge a dúvida: posso colocar essas experiências no currículo se não estão comprovadas na carteira?

Assim como os autônomos, a especialista em recolocação e carreira, Taís Targa, afirma que sim, podemos colocar. A especialista diz que trabalhos como bicos em obras e serviços para familiares ou amigos, por exemplo, sem registro em carteira, devem ser colocados no currículo.

“Deve colocar todos os empregos sem registros e no dia da entrevista pode entregar o nome das pessoas que possam fornecer referências profissionais”, diz. A especialista ressalta que no currículo não se deve mencionar que os empregos não tiveram registro em carteira.

Taís Targa afirma que é comum as empresas não assinarem “de cara” a carteira do empregado, colocando-o para trabalhar durante um tempo sem registro - mesmo que isso seja irregular. Nesse caso, a data da admissão não retroage, ou seja, a carteira não é assinada com a data real da entrada do funcionário na empresa.

Na hora de relatar isso no currículo, ela indica informar todo o tempo trabalhado, mesmo não tendo como comprovar por meio do registro em carteira.

Segundo Taís, caso o recrutador questione sobre essa diferença, é possível esclarecer o ocorrido sem grandes problemas, porque ele sabe que essa é uma prática comum e dificilmente achará que o candidato quis ser desonesto.

“Na verdade, o recrutador está ali para trabalhar e, acredite, ele quer te aprovar. Então tente fazer a sua parte e ele não terá motivos para duvidar de que você está dentro do perfil que o cliente dele precisa. Assim todos saem ganhando: você se recoloca e ele fecha uma vaga”.

Trabalho como autônomo

A especialista aconselha acrescentar a experiência de autônomo no currículo, pois toda informação profissional é válida. “Não é porque não se trata de um emprego formal que esse dado deixará de ser valorizado pelo profissional de RH que fará a seleção”, comenta.

Ela sugere que o candidato deixe essa vivência como autônomo no campo “última experiência”.

Caso tenha exercido atividades de consultoria, informe a atuação da seguinte forma: use, no subtítulo, o termo consultoria individual e, no cargo, informe consultor autônomo na empresa Xis.

É importante descrever todas as atividades realizadas como autônomo, fornecendo informações como:

  • o que você faz
  • que tipo de serviço está habituado a prestar
  • qual é o perfil de cliente que costuma atender

“Seria interessante também mencionar quais foram os últimos clientes. Se achar necessário, pode fazer um pequeno relato sobre a experiência com consultoria. Assim dará ao entrevistador uma noção do trabalho realizado e mostra humildade, determinação e versatilidade”, afirma.

Fonte: G1

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.