x

Aposentados e pensionistas

INSS: Reajuste começa ser pago para quem ganha acima de um salário mínimo

Pagamento de benefícios com reajuste para aposentados e pensionistas vai até sexta-feira.

01/02/2021 09:55:02

28,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

INSS: Reajuste começa ser pago para quem ganha acima de um salário mínimo

A partir desta segunda-feira (1°), aposentados e pensionistas do INSS que ganham mais do que um salário mínimo começam a receber o benefício com reajuste de 5,45%. Os pagamentos seguem até sexta-feira (5).

Os valores reajustados vão ser depositados de acordo com o número final do benefício, sem considerar o dígito. Hoje, os beneficiários que tem final 1 e 6 começam a receber os novos valores.

Quem ganha aposentadoria, pensão ou auxílio de até um salário mínimo começou a receber os novos valores em 25 de janeiro. Os pagamentos, nesses casos, continuam em andamento. Nesta segunda recebe quem tem final de número de benefício 6. Os depósitos seguem também até sexta.

Reajuste e data de pagamento

O reajuste dos valores para quem ganha acima do salário mínimo, vai seguir o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC)acumulado de 2020. Se começou a receber o benefício a partir de fevereiro do ano passado, o índice de reajuste vai variar conforme o mês de início da concessão. 

Os segurados que ganham um salário mínimo tiveram um aumento de 5,26%, seguindo o reajuste do piso nacional, que passou de R$ 1.045 para R$ 1.100 neste ano.

Confira as datas de pagamento para quem recebe mais do que um salário mínimo:

Pagamento para quem recebe acima de um salário mínimo 

Final do número do benefício

Data de pagamento

1 e 6

1° de fevereiro

2 e 7 

2 de fevereiro

3 e 8

3 de fevereiro

4 e 9

4 de fevereiro

5 e 0

5 de fevereiro



VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.