x

Adiantamento

INSS: Antecipação do 13º de aposentados e pensionistas deve ficar para março

A expectativa dos segurados é receber o benefício adiantado, ainda no primeiro semestre

12/02/2021 13:30:01

45,4 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

INSS: Antecipação do 13º de aposentados e pensionistas deve ficar para março

Os aposentados e pensionistas do INSS esperam receber o adiantamento da primeira parcela do 13º salário no final do mês de março, segundo informações de representantes dos segurados.

A expectativa é que o pagamento seja feito com a folha mensal de benefícios. Pelo calendário, a grana começaria a ser depositada a partir do dia 25 de março.

João Inocentini, presidente do Sindnapi (Sindicato Nacional dos Aposentados da Força Sindical), afirma que o sindicato fez, em janeiro, o pedido de antecipação dos valores da primeira parcela do 13º. 

Segundo ele, extraoficialmente o pagamento teria sido confirmado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, mas não houve resposta oficial. "A esperança é sair em março; no final de março, começo de abril".

Adiantamento 13º salário INSS

Os representantes dos aposentados dizem acreditar que, no mês de fevereiro, não haverá o adiantamento, como havia sido sugerido inicialmente. O motivo é que a folha de pagamentos de aposentadorias e pensões deste mês já teria começado a ser processada, sem o 13º.

"Neste mês não vai ser mais", afirma Wesley Martins Gonçalles, presidente da Cobap (Confederação Brasileira de Aposentados, Pensionistas e Idosos). Ele diz que a entidade tenta um encontro com representantes do governo federal para debater o adiantamento dos valores ainda neste primeiro semestre sem que os aposentados sejam prejudicados.

O prejuízo ao qual se refere está ligado a portaria publicada pelo governo em janeiro, que cobra dos herdeiros do aposentado que morreu e já havia recebido o adiantamento das parcelas pagas "a mais". 

“Estamos tentando lidar com alguém do governo, mas até agora não conseguimos. Nossa preocupação é com essa regra. Do que adianta a gente receber adiantado e depois ter que devolver. Antes, se a gente morria, a viúva não tinha nada que devolver o dinheiro."

Para Inocentini, o governo tinha que dar mais apoio aos aposentados, que têm sofrido muito nesta pandemia.

"O governo ajudou todo mundo, menos os aposentados. Ele simplesmente antecipou o que já era um direito e não deu ajuda nenhuma. Hoje, quem está sustentando as famílias é o aposentado, ajudando filho, genro e neto que estão desempregados."

Crise econômica

Embora o adiantamento do 13º tenha ocorrido nos últimos anos, a antecipação da primeira e da segunda parcelas do 13º dos aposentados e pensionistas foi feita para tentar minimizar os efeitos da crise econômica gerada pela pandemia de coronavírus.

Na época, com o isolamento social, o governo optou por liberar o valor nas competências de abril e maio, injetando o equivalente a R$ 23,7 bilhões na economia, com pagamento dos valores a 30,7 milhões de segurados.

Tem direito ao 13º, aposentados, pensionistas e beneficiários de auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Quem ganha BPC ou renda mensal vitalícia não recebe 13º. A primeira parcela da grana equivale a exatamente metade do valor do benefício mensal. Já a segunda, tem os descontos de Imposto de Renda, para quem é obrigado a pagar.

Procurado, o MInistério da Economia informou que não comentaria sobre o assunto. Já o INSS disse que não fala sobre estudos do governo em andamento.

Fonte: Agora São Paulo

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.