x

Tributário

Reforma tributária: fatiamento defendido por Lira pode atrapalhar promessa do governo de não subir impostos

O presidente da Câmara postou no Twitter que a reforma tributária poderá ser dividida entre três ou quatro relatores.

11/05/2021 15:30:01

2,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Reforma tributária: fatiamento defendido por Lira pode atrapalhar promessa do governo de não subir impostos Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Nesta segunda-feira (10), o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, publicou um post no Twitter, defendendo a fatiar a reforma tributária para aprovação.Lira já afirmou anteriormente que defende essa metodologia para facilitar o andamento. No post, falou que a matéria poderá ser distribuída entre três ou quatro relatores, "sem preocupação com a paternidade do projeto". 

Agora, a ideia será discutida com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, com quem deve se encontrar hoje para tratar do assunto. 

Contudo, especialistas acreditam que a estratégia pode dificultar o cumprimento da promessa do governo federal de não aumentar a carga dos impostos pagos pelos brasileiros. 

Eles acreditam que o fatiamento também pode ser um problema do ponto de vista econômico. Isso porque, ao contrário do ideal, o sistema de impostos brasileiro é muito regressivo, ou seja, pobres pagam proporcionalmente mais impostos que os ricos. A iniciativa de fatiar o assunto, porém, diminui muito a chance desse tema avançar no Congresso. 

Em seu post no Twitter, o presidente da Câmara também disse que a tramitação e o formato da reforma tributária devem ser definidos nesta semana e citou que não haverá preocupação com a paternidade do projeto.

"Vamos avançar com a reforma tributária sem nos preocupar com a paternidade do projeto. Esta semana devemos definir a tramitação, o formato. Temos aí duas reformas, a que envolve renda e a de consumo. Daremos um passo esta semana para fazermos a reforma de maneira ordenada", escreveu.

Também nesta segunda-feira, o presidente do Senado se reuniu com o ministro da Economia, Paulo Guedes para falar sobre a reforma tributária. Após o encontro, o senador disse em seu Twitter que "vamos avançar na busca pelo maior equilíbrio fiscal e pela retomada do crescimento econômico".

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.