x

FGV

Pesquisa mostra que apenas 24 empresas concentram maior parte dos dividendos

Uma análise da FGV apurou que o grupo pagou mais de 75% do valor total em 2020.

20/07/2021 11:30:01

3,1 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Pesquisa mostra que apenas 24 empresas concentram maior parte dos dividendos Pexels

Dados da Economática analisados pela FGV a pedido do Painel S.A, mostram que mais de 75% do valor dos dividendos e Juros sobre Capital Próprio (JCP) distribuídos por empresas de capital aberto em 2020 foi pago por apenas 24 companhias.

De acordo com o estudo, os proventos dessas empresas somam cerca de R$ 100,7 bilhões. “Mostra o quanto nosso mercado é concentrado. Esse grupo representa só 10% das companhias da Bolsa que fizeram os pagamentos”, diz Henrique Castro, professor da FGV-SP.

A remuneração de acionistas por meio da distribuição de dividendos entrou no foco do debate com as mudanças na taxação propostas na reforma do IR. Após uma onda de queixas do empresariado, o relator Celso Sabino acenou com alterações na faixa de isenção e na tributação entre empresas do mesmo grupo.

“As empresas estão reclamando, mas a proposta de tributar dividendos não é algo esdrúxulo. Os países, em geral, vão na ideia de que deveriam tributar essa renda, que é um rendimento”, afirma Castro.

Maiores remunerações

As 24 maiores pagadoras que lideram o levantamento distribuíram ao menos R$ 1 bilhão cada no ano passado aos acionistas, pessoas jurídicas ou físicas. 

As maiores remunerações foram feitas, conforme a Economática, por:

  • Vale
  • Itaú
  • Santander
  • Ambev

Os dados mostram que 239 das 395 companhias com balanços disponíveis distribuíram dividendos e JCP em 2020.

Segundo o professor, 35 empresas que tiveram lucros negativos no ano passado ainda assim distribuíram dividendos. 

“Elas mantiveram algum nível de pagamento porque os acionistas provavelmente estão acostumados com um fluxo de recebimento. Não pagar poderia afetar a atratividade e ter impacto sobre o preço da ação”, diz.

Fonte: com informações da Folha de S.Paulo

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.

Ajude a divulgar o nosso Congresso de Contabilidade.

Inscreva-se e compartilhe

Salve a imagem e compartilhe em suas redes sociais.