x

IR 2008: cuidado evita vazamento de informações

A temporada de declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2008, ano-base 2007, começa a partir das 8 horas da próxima segunda-feira, dia 3 de março. Neste

26/02/2008 00:00:00

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

A temporada de declaração do Imposto de Renda Pessoa Física 2008, ano-base 2007, começa a partir das 8 horas da próxima segunda-feira, dia 3 de março. Neste ano, menos de 1,5% dos mais de 25 milhões de documentos serão entregues via formulário de papel, deixando praticamente o envio da totalidade pelo meio eletrônico. De acordo com Patrícia Peck, especialista em Direito Digital, é preciso tomar algumas precauções, para evitar que vírus e spywares* comprometam a privacidade das informações. "Quando se fala em segurança da informação, dois lados são responsáveis: o provedor, que no caso é a Receita Federal, e o contribuinte", explicou. Portanto, da mesma forma que o órgão deve oferecer um ambiente criptografado, que não permita o vazamento de dados, a pessoa deve procurar, sempre, um equipamento que esteja com o mínimo de proteção. Em casa Quem puder, deve priorizar o preenchimento dos dados no computador pessoal. Ocorre que, pelo fato de que muitas pessoas têm acesso à máquina e trocam informações via internet, é necessário garantir a atualização do anti-vírus e também do antispyware. "É importante não deixar o procedimento para a última hora. O processo leva, no mínimo, 30 minutos para ser concluído", lembrou Patrícia. A Receita Federal aceitará o envio dos formulários até as 20 horas de 30 de abril. Documentos entregues a partir desse horário gerarão, automaticamente, um boleto bancário de multa. A oneração mínima é de R$ 165,74, sendo restrita a 20% do valor do imposto devido. No trabalho ou em lan houses Patrícia aconselha que sejam evitados equipamentos de terceiros para o momento da declaração. Por conta do sistema de rede, é impossível saber se os procedimentos feitos em determinada unidade não podem ser acessados por outros usuários. Conforme a especialista, em primeiro lugar, a pessoa deve solicitar que os profissionais de suporte atualizem o anti-vírus e o antispyware. "Em geral, eles estão atualizados, mas não custa nada pedir", afirmou. Para evitar que fiquem informações residuais nas máquinas, basta limpar a pasta cookies e pedir para que as navegações de internet sejam apagadas. O recibo ou os documentos jamais devem ser salvos no computador: o melhor a fazer é utilizar um pen drive ou um CD. Cuidado com e-mails Por fim, Patrícia lembrou que, durante a época, é comum que sejam enviados e-mails falsos avisando que o contribuinte precisa atualizar seus dados, para viabilizar a declaração. "A Receita não se comunica dessa forma, portanto, quem receber essa mensagem deve apagá-la imediamente e não clicar no link sugerido", concluiu. * spyware: programa automático de computador, que recolhe informações pessoais sobre o usuário, sem o seu conhecimento ou consentimento

Fonte: InfoMoney

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.