x

Empresarial

Em corrida pela digitalização, empresas que analisam dados ganham destaque

A análise de dados vem ganhando espaço no mundo corporativo. Porém, dados apontam que muitos gestores brasileiros não sabem utilizar essas informações em seu negócio.

23/09/2021 17:00:01

3,4 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Em corrida pela digitalização, empresas que analisam dados ganham destaque Pexels

Data driven, big data, analytics, métricas. São diversos os termos que se popularizaram no mercado no último ano, mas que possuem um propósito em específico: o uso de dados para potencializar os negócios.

O avanço da digitalização trouxe para o cotidiano de empresários muitos desafios, como a conversão da informação em insights para os negócios. Dados da pesquisa da Alteryx, por exemplo, demonstram que existe no mercado brasileiro uma discordância entre profissionais com conhecimentos de análise de dados e a aplicação efetiva das informações nas estratégias.

Ou seja, a mão de obra qualificada com competências na área de dados é muito superior à liberdade cedida por líderes e gestores para a aplicação dos conhecimentos adquiridos.

Roberto Vilela, consultor empresarial e mentor de negócios, explica que este desequilíbrio acontece, principalmente, pela falta de conhecimento e noções da eficácia que tais ferramentas podem trazer para os negócios.

“O ecossistema das empresas passou por um súbito rompante e muitos empreendedores não estavam preparados para tanto. Ainda que real, essa justificativa não pode servir de pretexto para a estagnação. O mercado é digital e esse é um movimento sem retorno, então não há mais espaço para suposições. Quem quer manter a longevidade da empresa, precisa compreender, aceitar e aderir a este novo mundo”, diz.

Em outro estudo, encomendado pela Dell Technologies, batizado de Paradoxo dos Dados, aponta-se que 73% do executivo brasileiro compreende a importância dos dados, porém são somente 28% destes empreendimentos que chegam a realizar adequadamente o tratamento das informações. Além disso, 71% das diretorias empresariais não incentivam ou fomentam a análise de dados. 

“Esse movimento também faz com que gestores acabem perdendo tempo no desempenho de suas funções - por realizar retrabalhos - e no mercado, já que não empregar tais informações nas estratégias diminui a assertividade e eficiência dos processos. Os insights trazem a segurança necessária para impulsionar e otimizar organizações. A resiliência empresarial será demonstrada neste pós pandemia pela habilidade de administrar uma cultura analítica que é, sobretudo, orientada por dados”, cita Vilela. 

Além de estimular vendas e apontar onde realizar melhorias dentro das empresas, a análise de dados é um forte aliado da tomada de decisão, capacitando líderes para escolhas mais inteligentes dentro do mercado, conforme ressalta o especialista.

“É preciso olhar com cuidado e atenção as movimentações do mercado. Ainda que inesperadas, essas mudanças já se apresentavam no decorrer dos últimos anos e agora precisam ser aliadas aos conhecimentos já adquiridos durante a jornada do empreendedor. Não significa que antigas habilidades tenham sido supridas, o que existem são maneiras aprimoradas de realizar as funções e que permitem uma análise preditiva dos negócios, utilizando o passado para prever cenários futuros”.

Fonte: Roberto Vilela, consultor empresarial e mentor de negócios

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.