x

ECONOMIA

Reajuste salarial negociado em agosto fica abaixo da inflação e fica sem ganho real

Dados do boletim Salariômetro mostram que o reajuste foi de apenas 8,5% em agosto.

23/09/2021 12:00:01

2,7 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Reajuste salarial negociado em agosto fica abaixo da inflação e fica sem ganho real Foto: Pexels

De acordo com boletim Salariômetro, divulgado na manhã desta quinta-feira (23) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), no mês de agosto o reajuste salarial mediano no país ficou 1,4 ponto percentual abaixo da inflação, considerando como base o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Apenas 9,5% das negociações resultaram em ganhos reais, de acordo com o boletim, que analisa os resultados de 40 negociações salariais coletivas, que são depositados no Portal Medidor, do Ministério da Economia.

O reajuste médio negociado foi de 8,5% em agosto, enquanto o INPC, no acumulado de 12 meses, ficou em 9,9%. O piso salarial mediano - modelo que corrige discrepâncias - negociado foi de R$ 1.255 em agosto, enquanto o piso médio foi de R$ 1.396.

Não houve aumento mediano real como resultado das negociações em nenhum dos últimos 12 meses, conforme a fundação. Desde setembro do ano passado, o índice tem oscilado de -1,4% a zero.

Segundo a Fipe, a inflação projetada para as próximas datas-base ficará perto dos 10%, o que deverá comprimir o espaço para ganhos reais no futuro.

Com o aumento da taxa selic anunciado pelo Copom, elevando para 6,25% a taxa básica de juros, essa diferença será ainda mais sentida pelo consumidor, já que seu poder de compra fica ainda mais reduzido.

Com informações Agência Brasil

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.