x

Economia

Crédito com garantia imobiliária: quais os principais benefícios na contratação da modalidade?

Home equity tem ganhado adesão nos últimos anos e pode ser utilizado para quitar dívidas, adquirir um novo imóvel e até mesmo começar um negócio.

09/10/2021 17:00:01

1,9 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Crédito com garantia imobiliária: quais os principais benefícios na contratação da modalidade? Foto de Alex no Pexels

Opção de empréstimo em que o solicitante coloca seu imóvel como garantia, o home equity, é uma modalidade bastante utilizada no exterior e tem ganhado cada vez mais popularidade no Brasil nos últimos anos, principalmente pela menor taxa de juros em comparação com outras categorias de crédito. Segundo o Banco Central, a demanda pelo crédito com garantia imobiliária teve um crescimento de 61% em 2020, comparado a 2019. 

De acordo com Bruno Gama, CEO da CrediHome, o aumento da procura pela modalidade no Brasil é motivado principalmente pelo fato do crédito permitir a organização da vida financeira, aquisição de outros imóveis ou até mesmo o começo de um negócio.

“As condições desse tipo de empréstimo são facilitadas e permitem que as pessoas se capitalizem sem precisar lidar com tantos processos burocráticos. Nesse cenário, é possível realizar sonhos ou reorganizar a vida financeira de uma forma mais ágil e econômica”, avalia.

Vale ressaltar que os interessados em solicitar o empréstimo via home equity, precisam fazer uma simulação de valor e, caso seja aprovado, basta entregar os documentos solicitados pelo banco para efetivar o contrato. No caso de imóveis que não estão no nome do solicitante, é necessário que o proprietário compareça como avalista/garantidor. As condições do valor do empréstimo variam de acordo com a avaliação da instituição financeira. Já o crédito pode chegar até 60% do valor do imóvel. 

Para ajudar quem está pensando em contratar o crédito, mas ainda tem algumas dúvidas, a fintech separou os principais benefícios da modalidade. Confira a seguir: 

Menores taxas do mercado

A vantagem que mais chama atenção do home equity são os juros. Até mesmo o empréstimo consignado, considerado um dos créditos mais atraentes do mercado, não pratica juros tão baixos como o home equity. Como o imóvel do cliente é dado como garantia de pagamento, a taxa de juros do crédito é bem menor em comparação às outras modalidades.

“Com um crédito de R$ 50 mil, por exemplo, a taxa de juros no 1º mês na modalidade de consignado é de 2,39%. O empréstimo junto ao banco fica em torno de 5,71% ao mês e o cheque especial tem juros de 12,30%. Já o home equity possui uma taxa mensal de apenas 0,74%”, compara Gama.

Mais capital e maior tempo para pagar

Como o valor do empréstimo pode chegar até 60% do preço do imóvel em garantia, isso traz mais opções para o cliente conseguir se organizar e fazer planejamentos mais ambiciosos. Um cliente que possui imóvel avaliado em R$ 300 mil pode conseguir um empréstimo de até R$ 180 mil. 

Além do potencial de crédito maior, a linha com garantia imobiliária tem um prazo de pagamento de até 20 anos. O prazo maior permite que o cliente organize suas finanças sem comprometer a sua renda no período da quitação. 

Alternativa para negativados com juros menores

Outra opção dada pelo empréstimo com garantia imobiliária é a possibilidade de acertos de dívidas. Nesse caso, é vantajoso trocar um financiamento com taxas de juros maiores pelo home equity, facilitando a quitação de débitos por parte do contratante. 

O crédito com garantia de imóvel é uma alternativa para negativados, que costumam ter dificuldades para tomar um empréstimo. Quando conseguem  sofrem com as taxas de juros aplicadas pela maioria das instituições financeiras, que chegam a cobrar 10% ao mês. O home equity facilita essa reorganização da vida financeira justamente pelas menores taxas de juros e por normalmente conceder o crédito aos negativados.

Fonte: CrediHome

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.