x

Controle

Moedas e cédulas: pesquisa mostra que metade dos brasileiros ainda prefere pagar em dinheiro

Segundo o levantamento da FDC, cartão de crédito (20%) aparece em segundo lugar nas preferências, seguido por cartão de débito (16,5%) e boleto bancário (4,6%).

05/11/2021 16:00:01

1,4 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Moedas e cédulas: pesquisa mostra que metade dos brasileiros ainda prefere pagar em dinheiro Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Uma pesquisa inédita feita pela Fundação Dom Cabral (FDC) — uma das maiores escolas de negócios do mundo – mostrou que mesmo com o avanço do Pix, o pagamento digital ainda está longe de ser o preferido pelos brasileiros.

Pelo levantamento, mais da metade da população se sente mais segura usando o dinheiro vivo na hora das compras. Segundo a pesquisa, 53,4% dos brasileiros preferem pagar contas e fazer compras em dinheiro.

A escolha dos brasileiros para meio de pagamento que aparece em segundo lugar, depois de cédulas e moedas, é o cartão de crédito (20%). Em seguida, o cartão de débito (16,5%), depois o boleto bancário (4,6%) e, por último, o Pix, forma mais nova de pagamento, que tem a preferência de 3,5% dos brasileiros.

Como justificativa para os brasileiros ainda preferirem o dinheiro vivo como meio de pagamento em vez do meio digital,  aparece o fator controle. Para 31,3% dos entrevistados, as cédulas e moedas ainda permitem mais controle.

O levantamento foi feito com duas mil pessoas por telefone.

Pix completa um ano

No próximo dia 16, o Pix, sistema de pagamento instantâneo e gratuito para pessoas físicas lançado pelo Banco Central (BC), celebra seu primeiro ano de operação. 

Em menos de um ano, a ferramenta cresceu 639% em quantidade de pessoas cadastradas, uma evolução de 13,7 milhões de usuários pessoas físicas em seu primeiro mês de vida para 101,3 milhões até setembro deste ano.

Ainda em novembro novas opções atreladas ao Pix serão disponibilizadas, mostrando que a ferramenta segue preocupada em atender as necessidades dos usuários e continuar se modernizando.

O Pix Saque e o Pix Troco serão implementados no dia 29 de novembro. A primeira opção funcionará como um “caixa eletrônico”, no qual o cliente fará um Pix ao agente de saque a partir de um QR Code e poderá receber o valor em espécie.

No Pix Troco é semelhante, o dinheiro vivo poderá ser sacado no momento da compra de um estabelecimento comercial, podendo realizar um Pix no valor daquela compra e mais o valor que gostaria de ser sacado.

Leia mais em:
Pix: ferramenta comemora um ano de lançamento neste mês com mais de 100 milhões de usuários

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.