x

Novas oportunidades

Vagas temporárias: vacinação e retomada econômica refletem aumento de contratações no fim do ano

Especialistas de sites de oferta de empregos dão dicas de como se preparar para conquistar uma das vagas.

16/11/2021 14:30:01

873 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Vagas temporárias: vacinação e retomada econômica refletem aumento de contratações no fim do ano Pexels

Um levantamento feito pelo LinkedIn, rede social voltada para o mercado de trabalho, projeta aumento das contratações temporárias e das fixas neste fim de ano. A previsão leva em consideração a alta taxa da população vacinada e a retomada do comércio após a desaceleração da pandemia.

O estudo do Linkedin mostra que entre outubro de 2019 e o mesmo mês de 2021, houve uma alta de 25% de aumento de contratações para as mais diversas atividades.

Segundo a rede social, já houve uma recuperação na oferta de empregos em relação ao período pré-pandêmico.

De junho deste ano até o momento, a plataforma aponta que as vagas na rede quadruplicaram em relação ao mesmo período do ano passado e triplicaram quando comparadas às de 2019.

O site Empregos.com, também voltado para empregabilidade, realizou um levantamento, com 190 mil empresas cadastradas, o qual apontou que em outubro de 2021 o site ofertou 72.851 vagas fixas, uma variação de mensal de 1,69% e uma alta de 33,09% em comparação a outubro de 2020.

Na época, havia 54.740 vagas fixas na plataforma e a população ainda não estava sendo vacinada contra Covid-19.

Já a RH Bullseye Executive Search, empresa especializada em recrutamento, destaca que em todos os anos (exceto 2020) há aumento médio de cerca de 20% de procura por empresas que querem contratar no final e início do ano.

Como conquistar uma vaga de fim de ano?

Jorge Martins, CEO da consultoria de recrutamento da companhia, diz que os candidatos devem estar preparados para o momento.

“Diferente do que as pessoas pensam, os meses entre dezembro e fevereiro são excelentes para contratações. Isso porque muitas empresas já fecharam o orçamento e usam esse período para achar candidatos”, disse.

“Um erro muito comum é deixar de mandar currículo ou procurar vagas esperando o ano começar depois do carnaval. Essa espera, por supor que o currículo não será avaliado, pode fazer com que o profissional perca muitas oportunidades”, avaliou.

O executivo ressalta ainda que diversas áreas contratam nessa época do ano, mas as que estão em destaque são as financeiras, “como controladoria, planejamento financeiro, contabilidade e planejamento tributário; além de posições em áreas de tecnologia, que estão sempre em crescimento; e áreas jurídicas que, incluem advogados, compliance officer, entre outros”, avaliou.

Currículo e perfil atualizados

A Executiva de Soluções de Talentos do Linkedin, Ana Claudia Plihal, destacou a importância de manter o currículo e o perfil atualizados. Outra dica é que os candidatos devem explorar não somente os seus certificados e diplomas, mas também outras vivências, como um trabalho voluntário ou um intercâmbio.

“Hoje, as habilidades comportamentais são tão importantes quanto as técnicas, por isso, é preciso mostrar para as empresas a sua capacidade de comunicação, adaptabilidade e resolução de problemas”, afirma Ana Cláudia.

“Vale lembrar ainda que as competências que servem para hoje podem não ser as mesmas necessárias daqui a alguns anos ou meses, portanto, é fundamental que todos os profissionais invistam em treinamentos e cursos para mostrar esta busca pelo aprendizado contínuo”, comentou.

O LinkedIn e a Microsoft, por exemplo, estão disponibilizando gratuitamente nove rotas de aprendizagem, compostas por 96 cursos em português até dezembro de 2021. Elas vão desde “Como tornar-se um cientista de dados” até “como superar os desafios e se reinventar em tempos difíceis” e “Trabalho remoto: colaboração, foco e produtividade”.

Todas podem ser acessadas clicando aqui.

Fonte: com informações da CNN

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.