x

MEIs

Responsável pela manutenção de quase 600 mil empregos, microcrédito é um dos principais aportes das MEIs

Microcrédito se tornou um importante aliado para manutenção de empregos e desenvolvimento das micro e pequenas empresas que são consideradas predominantes em se tratando de modelos de negócios

19/11/2021 15:15:01

725 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Responsável pela manutenção de quase 600 mil empregos, microcrédito é um dos principais aportes das MEIs Foto de Andrea Piacquadio no Pexels

Com mais de 500 mil registros, as micro e pequenas empresas são consideradas predominantes em se tratando de modelos de negócios catarinenses, segundo dados divulgados pelo Sebrae/SC. Entre as principais formas de apoio ao setor está o microcrédito, considerado essencial para a manutenção e desenvolvimento destes modelos de negócio e geração de emprego.

Com apoio do microcrédito às micro e pequenas empresas catarinenses, foi possível gerar mais de 96 mil empregos e manter outros 598 mil nos últimos 15 anos, segundo dados da Associação das Instituições de Microcrédito e Microfinanças da Região Sul do Brasil (Amcred Sul), a maior do segmento. Ao todo foram mais de 1,1 mil operações pelas suas organizações associadas, com um valor de empréstimo que supera os R$ 4 bilhões.

“O acesso a crédito ainda é uma das maiores dificuldades enfrentadas pelos micro e pequenos empreendedores, sendo que esses possuem total importância pra o desenvolvimento da economia do país. É necessário dar oportunidades, abrir portas e promover o empreendedorismo de maneira solidária para assegurar esse crescimento de forma constante e justa”, explica o presidente da Amcred Sul, Edilson Wilvert.

 Ele explica que mais do que auxiliar os MEIs, o microcrédito gera um grande impacto ao crescimento social como um todo, pois estimula negócios familiares, gera renda na comunidade como um todo, incentiva a movimentação financeira dos meios e a diversificação dos serviços locais. “O desempenho social e econômico depende de uma série de fatores, mas com um suporte qualificado podemos contribuir para um desfecho positivo de nossos empreendedores”, explica.

Cabe às associações e instituições financeiras prestar uma consultoria completa aos MEIs com oferta de informações sobre os investimentos, avaliação da propostas e orientação sobre os riscos. “É importante que se ofereça a prevenção ao endividamento através da Central de Risco, que aprimora o processo de concessão e assegura a qualidade da carteira”, acrescenta.

Entre os projetos de mais destaque no meio está o Juro Zero, em que o MEI pode receber um aporte de até R$ 5 mil que podem ser pagos em oito vezes. Se o empreendedor quitar as primeiras sete parcelas em dia, fica isento do pagamento da última. O programa bate recordes mensais nos números de ofertas, superando a marca de 125 mil operações, com uma soma de R$ 399 milhões desde a sua criação, há 10 anos, segundo dados de setembro de 2021 da Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc).  

Fonte: Oficina das Palavras

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.