x

Benefício

Auxílio Brasil: 558 mil famílias carentes ficaram de fora do programa

A redução de beneficiários do antigo Bolsa Família ocorreu em 26 das 27 unidades da federação.

24/11/2021 11:00:02

849 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Auxílio Brasil: 558 mil famílias carentes ficaram de fora do programa Pexels

O Auxílio Brasil, antigo Bolsa Família, começou a ser pago na última quarta-feira (17), mas até o momento, 14,5 milhões de famílias foram incluídas no programa. 

O total de benefícios não é suficiente para atender as famílias em extrema pobreza (renda individual de até R$ 89 por mês), visto que existem 15,06 milhões de famílias nessa situação. Ou seja, 558 mil famílias a mais do que os benefícios disponíveis. 

O governo afirma que a inclusão de novas famílias será realizada de forma gradativa, já que está dependendo da aprovação do orçamento.

Auxílio Brasil

​O Auxílio Brasil é um programa de transferência direta e indireta de renda, destinado às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza em todo o país, de modo que consigam superar a situação de vulnerabilidade social.

​Podem participar do Programa as famílias em situação de pobreza ou extrema pobreza que tenham, em sua composição, gestantes, nutrizes (mães que amamentam), crianças, adolescentes e jovens entre 0 e 21 anos incompletos.

As famílias extremamente pobres são aquelas que têm renda familiar per capita de zero a R$ 100,00 (cem reais). As famílias pobres são aquelas que têm renda familiar per capita de R$ 100,01 (cem reais e um centavo) a R$ 200,00 (duzentos reais).

Contudo, a redução de beneficiários em novembro ocorreu em 26 das 27 unidades da federação. O Distrito Federal foi a única exceção, com ganho de 123 beneficiários em relação à folha de outubro.

O estado que mais perdeu foi São Paulo, com 23,6 mil benefícios a menos. Em termos percentuais, a maior queda foi no Paraná: 2,2% no total. 

O Ministério da Cidadania disse que houve uma transferência automática dos beneficiados de um mês para o outro. 

"Em novembro foram migradas automaticamente as famílias do Bolsa Família que estavam na folha de pagamento de outubro, com exceção daquelas em que foi verificado, em qualquer momento do mês de outubro, o descumprimento das regras de gestão de benefícios do Programa Bolsa Família", diz nota enviada à reportagem.

Segundo o governo, o benefício médio pago às famílias aumentou 20% e passou de R$ 186,68 para R$ 224,41. Neste mês, os pagamentos somaram R$ 3,25 bilhões.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.