x

ANTIGO BOLSA FAMÍLIA

Auxílio Brasil não atualiza dados da população cadastrada e utiliza informações de 2010

O antigo Bolsa Família não realiza atualizações desde a última década e isso pode prejudicar famílias na fila de espera.

25/11/2021 11:00:01

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Auxílio Brasil não atualiza dados da população cadastrada e utiliza informações de 2010 Pexels

O Auxílio Brasil, programa que substituiu o Bolsa Família, está utilizando dados sobre pobreza no país que não são atualizados, retirados do Censo 2010, o que pode prejudicar a distribuição do benefício, considerando uma realidade do país muito diferente do que era há 11 anos.

Isso porque um dos critérios para quantidade de benefícios oferecidos leva em conta o percentual de famílias pobres atendidas por cidade, mas com informações tão defasadas, é impossível atender de maneira correta a população que precisa do auxílio.

As informações usadas pelo governo, de 2010, registram 13,8 milhões de brasileiros como público-alvo do programa, só que segundo o Cadastro Único de setembro, atualmente existem aproximadamente 18 milhões de famílias pobres e extremamente pobres.

Na teoria, todas essas famílias seriam elegíveis ao Auxílio Brasil, mas com o Censo desatualizado (programado para 2020 porém adiado devido à pandemia), utilizando a base antiga, o programa atendeu 14,5 milhões de famílias.

Com uma fila de espera de 3,5 milhões de pessoas mesmo com os dados desatualizados, o Ministério da Cidadania afirmou ao UOL que um novo Censo será realizado em 2022 e ainda acrescentou que "está prevista a atualização dessas informações, dada a necessidade de atender com mais eficiência as famílias em situação de vulnerabilidade, garantindo a oferta de condições e oportunidades para a melhora da qualidade de vida desses cidadãos".

 

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.