x

PIX NA BLACK FRIDAY

Pix: Black Friday acontece nesta sexta-feira (26) e 59,3% dos e-commerces oferecem a ferramenta como opção de pagamento

Sistema do Banco Central pode facilitar a venda, aumentar os ganhos e gerar confiança no lojista.

26/11/2021 12:00:01

785 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Pix: Black Friday acontece nesta sexta-feira (26) e 59,3% dos e-commerces oferecem a ferramenta como opção de pagamento Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

Um dos principais métodos de pagamento atualmente no país, o Pix completou um ano neste mês de novembro e segue conquistando novos clientes e se consolidando no mercado a cada dia que passa. 

Na última Black Friday, o sistema do Banco Central tinha acabado de lançar a ferramenta, por isso praticamente não foi utilizada durante as vendas no comércio, mas neste ano a perspectiva é completamente diferente.

A Black Friday acontece hoje, sexta-feira (26) e 59,3% das lojas virtuais estão utilizando o Pix entre suas formas de pagamento oferecidas, podendo impulsionar as vendas no varejo e ainda gerar uma receita maior já que não há taxas de cartão.

Atrelado ao método, estão sendo oferecidos descontos para quem optar pela transação instantânea, frete grátis e outras vantagens.

Além disso, o Pix gera uma confiança na parte pagadora pois não precisa inserir dados do cartão de crédito, situação que ainda deixa parte da população desconfortável e que antes até preferia não comprar, mesmo com descontos, do que inserir os dados.

A ferramenta protege também o lojista, que na opção do pagamento à vista pelo boleto precisava aguardar dois ou três dias úteis para o pagamento compensar, sendo que neste meio tempo cerca de 50% dos pagamentos não eram finalizados, impedindo a venda do produto para outro cliente, criando um problema de estoque e oferta.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.