x

CONSUMO DE ITENS BÁSICOS

Vendas online na Black Friday somaram R$5,4 bi e não alcançam expectativa do mercado

Foram analisadas as vendas realizadas na quinta-feira (25) e na sexta-feira (26), que apesar de registrarem baixa, marcaram estabilidade no número de pedidos.

30/11/2021 10:30:02

974 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Vendas online na Black Friday somaram R$5,4 bi e não alcançam expectativa do mercado Pexels

A Black Friday, data que promete promoções relevantes em todos os setores, aconteceu na última sexta-feira (26) e apesar do grande agito, divulgações e marketing em cima da data, as compras digitais não atingiram a expectativa do mercado.

De acordo com levantamento realizado pela empresa Neotrust, o faturamento total do meio online foi de R$5,4 bilhões, representando um aumento de 5,8% em comparação ao último ano, mas ainda assim inferior à expectativa de ganhos das empresas, que estavam por volta de 6% e 10%.

Durante a data, os consumidores aproveitaram para comprar itens essenciais e que estão mais caros neste ano, como alimentos e bebidas, deixando eletrônicos e outros bens de consumo duráveis em segundo plano.

O período de análise da Neotrust considerou quinta e sexta-feira, quando também foi notado um volume maior nas vendas com 7,6 milhões de compras realizadas, sendo 0,5% maior que em 2020.

Mesmo não atendendo todas as expectativas do mercado, um dado que impressionou foi o ticket médio nacional de R$711,37, superior ao esperado e 6,4% maior que o último ano, fator impactado pela inflação e alta dos preços em geral.

A busca pelos produtos aconteceu de forma mais concentrada durante a semana da Black Friday do que durante o mês (quando muitas empresas já anunciavam promoções) e as vendas registraram a maior alta na sexta-feira entre 10h e 14h.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.