x

ECONOMIA

PIB em queda faz as taxas curtas de juros recuarem e as demais seguem com viés de alta

O resultado medido pelo IBGE foi pior que a mediana das estimativas de mercado.

03/12/2021 14:00:01

734 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

PIB em queda faz as taxas curtas de juros recuarem e as demais seguem com viés de alta Pexels

Os juros futuros curtos recuaram ao redor de 10 pontos-base nesta quinta-feira (2), após a notícia da queda do Produto Interno Bruto (PIB), medido pelo IBGE, de 0,1% no terceiro trimestre de 2021 ante o segundo trimestre de 2021, sendo pior que a mediana das estimativas do mercado, que esperava estabilidade (0,0%). 

As demais taxas têm viés de alta, em meio ao avanço do dólar ante o real, impactadas também pela expectativa da votação da PEC dos Precatórios no Senado, que foi aprovada no mesmo dia e agora volta à Câmara, e com o leilão de LTN, NTN-F e LFT do Tesouro. 

Às 9h20 desta quinta-feira a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 caía para 11,73%, de 11,83% no ajuste do dia. O DI para janeiro de 2025 subia para 11,51%, de 11,49%, e o para janeiro de 2027 subia para 11,45%, de 11,42% no ajuste anterior.

A queda no PIB pode representar uma recessão técnica, que merece atenção e uma reavaliação das expectativas do crescimento econômico para o próximo ano, já que os números projetados pelo governo para 2022 são de 2,1%.

Com informações Estadão Conteúdo

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.