x

ECONOMIA

Inflação: mercado financeiro prevê novos aumentos, saiba como proteger seu bolso

Taxa de juros, câmbio e a vida em geral deve ficar mais cara para o bolso do consumidor.

25/01/2022 10:00:01

1,5 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Inflação: mercado financeiro prevê novos aumentos, saiba como proteger seu bolso Pexels

De acordo com as instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC), em 2022 o consumidor brasileiro não terá uma folga da inflação, que pressionou tanto o mercado financeiro e o bolso de todos durante o último ano.

Segundo boletim divulgado nesta segunda-feira (24), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede oficialmente a inflação do país, deve fechar o ano em 5,15%, sendo que a projeção há apenas quatro semanas era de 5,03% e na última semana já havia subido para 5,09%.

Para 2023 e 2024 as estimativas e expectativas do mercado financeiro ainda se mantêm, apostando em 3,4% para o próximo ano.

O boletim Focus desta semana mantém a previsão de queda no crescimento da economia brasileira prevista na semana passada de 0,29%, que há quatro semanas previa um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) em 0,42%.

Com essas projeções, o brasileiro pode esperar uma manutenção da alta do câmbio, taxa de juros mais elevadas e a diminuição do poder de compra, se salários e outros aspectos econômicos não forem reajustados acompanhando a inflação;

Para ajudar na situação, os economistas recomendam a análise dos investimentos a longo prazo, que consigam combater a inflação (ou pelo menos empatar) para refletir em algum ganho de poder de compra, além de diversificar a carteira em investimentos proporcionais e analisar os títulos de renda fixa.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.