x

Instabilidade

Sistema de Valores a Receber do BC é suspenso temporariamente no mesmo dia em que entra no ar

Segundo o Banco Central, o site que permite consulta de empresas e cidadãos a valores "esquecidos" em bancos teve alta demanda, o que causou instabilidade no sistema.

26/01/2022 09:30:01

15 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Sistema de Valores a Receber do BC é suspenso temporariamente no mesmo dia em que entra no ar Foto: Arquivo/Marcello Casal Jr. / Agência Brasil

O novo sistema do Banco Central (BC) para o cidadão checar se há algum dinheiro esquecido em contas de bancos mal começou a funcionar e já foi suspenso. 

Segundo o anúncio do BC, o Sistema de Valores a Receber (SVR) estava com instabilidade e precisou ser tirado do ar temporariamente.

“O lançamento do Sistema Valores a Receber (SVR) gerou demanda de acessos muito acima da esperada, o que provocou instabilidade em sua página e também nos sites do BC, do Registrato e Minha Vida Financeira. Para estabilizar esses sites, o BC suspendeu temporariamente o acesso ao SVR”, diz a nota divulgada pela autarquia.

De acordo com a autoridade monetária, eles estão trabalhando para que o funcionamento dos sites seja normalizado o mais breve possível e também para o retorno do SVR. 

“Manteremos o público informado quanto a esses desenvolvimentos e pedimos desculpas pelo transtorno.”, informou.

SVR

O SVR entrou em funcionamento ontem. O sistema permite que cidadãos e empresas consultem se têm algum dinheiro “esquecido” a receber em bancos e demais entidades do sistema financeiro.

A consulta é feita na página ‘Minha Vida Financeira’, dentro do site do BC, apenas usando o CPF ou CNPJ da empresa. 

Segundo a autarquia, as informações disponibilizadas no novo serviço são de responsabilidade das próprias instituições, mas o órgão estima que há cerca de R$ 8 bilhões de recursos nesta condição.

Fonte: com informações da CNN

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.