x

Balanço

FecomercioSP: comércio e serviços mostram retomada, mas criação de emprego preocupa especialistas

Para entidade, inflação e desemprego podem dificultar geração de vagas ao longo do ano.

12/05/2022 14:30:01

809 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

FecomercioSP: comércio e serviços mostram retomada, mas criação de emprego preocupa especialistas Pexels

A FecomercioSP divulgou um estudo nesta quarta-feira (11) que mostrou que o setor de serviços avança na recuperação das vagas perdidas ao longo da pandemia no estado de São Paulo.

Segundo o assessor econômico da entidade, Jaime Vasconcellos, foi o melhor primeiro trimestre desde 2010, considerando as mudanças no cálculo do Caged . Ao todo, foram 128,5 mil vagas com carteira assinada no período.

O ramo educacional foi o principal responsável pelo resultado elevado com a volta às aulas presenciais.

Já o comércio retomou o ritmo habitual, segundo Vasconcellos. No primeiro trimestre de 2022, o setor perdeu quase 20 mil vagas. Apesar de negativo, o movimento é comum para a época devido ao volume de contratações no fim de ano.

Para os próximos meses, o cenário econômico, com inflação e endividamento das famílias, preocupa os empresários e pode dificultar a geração de empregos ao longo do ano. 

Em março, o comércio paulista teve saldo de apenas 58 postos criados.

"Vemos o setor de serviços surfando tanto no desempenho da economia do ano passado quanto na sua reabertura, e o setor de comércio retomando uma normalidade do seu padrão sazonal. Mas nas duas atividades, importantes segmentos ainda não recuperaram seu nível de empregabilidade pré-pandemia", diz Vasconcellos.

Ele cita os varejos de vestuário, calçados e artigos de viagens e combustíveis, que ainda não retomaram o emprego visto no final de fevereiro de 2020.

Fonte: com informações do Painel S.A 

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.