x

RETOMADA PRESENCIAL

Pesquisa revela que 75% dos colaboradores estão confiantes em voltar ao presencial e mostra tendência dos escritórios

Após dois anos de pandemia e o avanço da vacinação, ainda não são todos os trabalhadores que pensam em retornar ao presencial.

25/05/2022 17:00:02

1,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Pesquisa revela que 75% dos colaboradores estão confiantes em voltar ao presencial e mostra tendência dos escritórios Pexels

Uma nova pesquisa, realizada pela empresa de escritórios compartilhados We Work, com a consultoria Egon Zehnder, revelou que 75% dos colaboradores de escritórios da América Latina já se sentem seguros para voltar ao trabalho presencial.

Após dois longos anos de pandemia e a aplicação da modalidade home office em muitos escritórios, com o avanço da vacinação contra Covid-19 e uma queda robusta nos novos casos de contaminação e óbitos neste ano, os trabalhadores já pensam nessa retomada – ainda que revezando a jornada com alguns dias em casa. 

Realidade dos escritórios mudou na América Latina

Segundo a pesquisa, 41% das empresas latino-americanas se mudaram para um escritório menor durante a pandemia, enquanto outras 23% foram para um espaço maior e 36% mantiveram o mesmo tamanho. 

Mesmo com eventuais mudanças, 90% das empresas optaram por manter o endereço na mesma região em que já estavam presentes. A justificativa para isso é que é preciso manter a proximidade do local de trabalho com o transporte público.

A volta ao trabalho presencial também está consolidando uma tendência já esperada, segundo a WeWork. 

O escritório deixa de ser o local exclusivo da atuação para se tornar um espaço mais dinâmico, para reuniões estratégicas, apoio e treinamento, transmissão da cultura corporativa e socialização das equipes.

Com informações Folha de S Paulo

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.