x

EMPRESARIAL

MEIs representam cerca de 70% de todas as empresas brasileiras, informa Ministério

Confira os dados do Mapa de Empresas e saiba todas as vantagens que o empreendedor formalizado pode ter.

07/06/2022 11:00:01

1,9 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

MEIs representam cerca de 70% de todas as empresas brasileiras, informa Ministério Pexels

Os microempreendedores individuais (MEIs) continuam impressionando e impactando o país neste momento de retomada econômica e, atualmente, quase 70% das empresas em atividade no Brasil são formadas pela categoria.

Os dados foram levantados pelo boletim Mapa de Empresas, divulgado nesta segunda-feira (6) pela Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, revelando que existem 13.489.017 MEIs no país, de um total de 19.373.257 empresas ativas. 

Durante a coletiva que divulgou as informações, o diretor do Departamento Nacional de Registro Empresarial e Integração do Ministério da Economia, André Luiz Santa Cruz, afirmou que os números mostram o sucesso das políticas de desburocratização e indicam que o país deixou de ser hostil ao empreendedorismo.

“O fato de ter grandes números de MEI é resultado do sucesso de política pública de formalização para quem tinha atividade informal. Não há dificuldades em abrir empresas no Brasil”, destacou o diretor.

Ainda de acordo com Santa Cruz, o microempreendedor individual representa uma categoria importante que gera empregos formais (cada MEI pode contratar até um empregado) e cria empreendimentos que prosperam.

Entre janeiro e abril deste ano, houve uma alta de 14% na abertura dos registros como microempreendedores individuais em comparação ao último quadrimestre de 2021, mas também foi notado um recuo de 3,2% em comparação ao mesmo período do ano passado.

Vantagens da categoria

Uma das principais características do MEI é a possibilidade de formalizar trabalhadores autônomos que antes atuavam sem respaldo do governo e sem direitos.

Ao se tornar MEI, o trabalhador autônomo ganha um registro no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e é enquadrado num modelo simplificado do Simples Nacional – sendo necessário pagar somente um valor fixo mensal reduzido referente aos tributos de sua atividade.

Ou seja: a arrecadação de tributos é única e simplificada. Além disso, o MEI pode emitir notas fiscais e ganha direito a benefícios previdenciários, como auxílio-maternidade, auxílio-doença e aposentadoria.

Leia Mais

MEI e ME: qual a diferença?

MEI: veja 11 benefícios garantidos e 5 que podem ser cancelados

 

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.