x

PRESENTES

Dia dos Namorados: confira como os impostos impactam no preço dos presentes

Especialista analisa o cenário econômico atual, e indica opções de produtos e serviços com melhor custo/benefício.

09/06/2022 17:30:01

1,2 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Dia dos Namorados: confira como os impostos impactam no preço dos presentes Pexels

O Dia dos Namorados está chegando, e a expectativa do varejo em relação à data é positiva. Segundo pesquisa da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), 92 milhões de consumidores devem comprar presentes para o dia 12 de junho, o que representa um potencial de R$ 18,06 bilhões em movimentação no comércio. 

Apesar da alta inflação, que deve impactar no aumento do valor dos produtos e serviços, uma boa notícia é que Governo Federal estabeleceu, neste ano, a redução das alíquotas do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), que pode chegar a até 35% em diversos itens, como calçados, tecidos e aparelhos de TV e som, por exemplo.

"A função regulatória do IPI permite ao Executivo aumentar ou diminuir as alíquotas do imposto em prol da economia do país. Nesse caso, a redução das alíquotas de quase todos os produtos da TIPI tem como objetivo minimizar os impactos da inflação, decorrentes da pandemia e da guerra na Ucrânia,"  comenta o Tax Director na Sovos Brasil, Giuliano Gioia.

Convém lembrar que a referida redução gerou muita polêmica entre esferas do governo, tendo em vista que o imposto federal é partilhado com os Estados e Municípios. Sem contar a decisão do STF, que suspendeu aplicação da redução sobre os produtos que também são fabricados na Zona Franca de Manaus.

Ainda com objetivo de aliviar os impactos da inflação, o governo também reduziu as alíquotas do Imposto de Importação - outro imposto com características extrafiscais - em 10%, abrangendo diversos produtos importados, como celulares, tablets, vídeo games, dentre outros.

De importados a lembrancinhas

 Para quem for presentear na data, vale conferir como anda a tributação dos itens, antes de efetuar a compra para avaliar o melhor custo/benefício no momento.

Segundo dados do impostômetro, o percentual de tributos sobre acessórios, por exemplo, varia de 35,48% no preço das gravatas a até 56,14% no valor de relógios. Os eletrônicos, sobretudo os importados, estão salgados – um Ipad importado tem tributação de 59,32% e um smartphone importado chega a 68,76% em tributos.

Na relação de vestuário, um tênis importado tem tributação de 58,59%, e roupas tem 34,67%.

Já quem optar por jantar fora ou viajar para comemorar a data também pode sentir os preços um pouco mais salgados também.

Um jantar em restaurante, por exemplo, tem 32,31% em tributação, enquanto uma passagem aérea tem 22,32%, e hospedagem em hotel tem 29,56%. Além disso, o brinde também pode sair caro – a champanhe e o espumante tem tributação de 59,49%, e uma caipirinha chega à 76,66% de impostos.

“O Brasil é um dos países com a legislação tributária mais complexa do mundo. Mas, é possível comemorar a data e até mesmo economizar, desde que haja uma pesquisa e planejamento com antecedência”, conclui Giuliano.

Fonte: Anna C Del Mar

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.