x

TAXAS IRREGULARES

Caixa recebe multa de R$29 milhões do Banco Central por cobranças indevidas de clientes

Ao longo de 11 anos, a Caixa cobrou R$229 milhões indevidamente de seus clientes.

10/06/2022 12:00:01

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Caixa recebe multa de R$29 milhões por cobranças indevidas

Caixa recebe multa de R$29 milhões do Banco Central por cobranças indevidas de clientes Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

A Caixa Econômica Federal (CEF) recebeu uma multa de R$29,3 milhões do Banco Central (BC) por efetuar cobranças indevidas de tarifas de seus clientes entre 2008 e 2019.

Ao longo dos anos, foram R$229 milhões cobrados indevidamente, dos quais 92% já foram devolvidos aos respectivos usuários do banco, segundo a própria Caixa.

O BC identificou cobranças irregulares de 13 diferentes encargos, entre eles tarifas de saque, TED, boletos, 2ª via de cartões e outros.

Parte significativa das cobranças estão nas tarifas irregulares de saque, correspondendo a R$99 milhões recebidos indevidamente, seguido pelas taxas cobradas na reavaliação de bens recebidos como garantia, com R$97 milhões.

As multas aplicadas corresponderam às quantias envolvidas em cada encargo irregular, portanto o saque e a reavaliação dos bens pesaram mais que outros itens.

A Caixa informou em nota que o processo refere-se à cobrança de tarifas iniciadas em gestões anteriores e descontinuadas na gestão atual. A instituição ainda afirmou ter iniciado a devolução dos valores. 

Para aqueles que já não são clientes ou não foram localizados, as quantias serão disponibilizadas pelo Sistema de Valores a Receber do BC, que ainda está parado e sem previsão para retomada.

A multa ainda poderá ser contestada se o banco recorrer ao Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN), do Ministério da Economia, responsável por julgar em última instância penalidades aplicadas pelo BC.

 

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.