x

Investimentos

As startups paulistas receberam USD 14,3 bilhões em 1.337 deals nos últimos cinco anos

Investimento no estado representa 50% do valor investido na Argentina, Colômbia e México.

06/07/2022 16:30:01

1,1 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

As startups paulistas receberam USD 14,3 bilhões em 1.337 deals nos últimos cinco anos Pixnio

Um estudo realizado pela Movile, investidora de longo prazo em empresas de tecnologia na América Latina, e conduzido pelo Distrito, mostra que o estado de São Paulo concentra a maior parte (81,7%) do volume de investimentos de startups no Brasil. 

As startups paulistas receberam USD 14,3 bilhões em 1.337 deals nos últimos cinco anos (2017-2021), fazendo com que o estado represente 52% das transações realizadas no País.

O estado é tão forte que representa, sozinho, praticamente 50% do valor investido no período nos quatro países analisados: Argentina, Colômbia e México, além do Brasil. 

Isso ocorre tanto pelo número de startups baseadas no estado quanto pela quantidade de negócios maduros, que receberam mega-rounds, transações acima de US$ 100 milhões.

No ranking de volume aportado no País, o estado é seguido pelo Paraná, que recebeu US$ 1,16 bilhões em 135 deals, e o Rio de Janeiro, que registra US$ 516,2 milhões em 133 rodadas, no mesmo período.

Investimentos em startups

O levantamento analisou o panorama de investimentos de risco em startups na América Latina nos últimos cinco anos com foco em quatro países: Brasil, Argentina, México e Colômbia. 

As informações foram selecionadas a partir de uma análise do banco de dados proprietário do Distrito, consultas a bancos de dados abertos e informações públicas de fontes especializadas. 

Os critérios de seleção de startups considerados foram: ser definida como empresa que possui a inovação no centro do negócio na base tecnológica, no modelo de negócios ou na proposta de valor; ter operação independente; ter origem e operação no Brasil, México, Colômbia e Argentina; ter recebido investimento e/ou ter sido adquirida no período analisado (1º de janeiro de 2017 a 2 de dezembro de 2021); e ter recebido investimento do tipo Anjo, Pré Seed, Seed, Series (todos os tipos) e Private Equity.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.