x

Uber

Cerca de 5 milhões de motoristas e entregadores trabalham para a Uber

A Uber divulgou que 122 milhões de pessoas usam a plataforma por mês.

03/08/2022 15:30:01

545 acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Cerca de 5 milhões de motoristas e entregadores trabalham para a Uber Pexels

Cerca de 5 milhões de motoristas e entregadores trabalham para a Uber, empresa de tecnologia de transporte privado.

Os números foram divulgados nesta terça-feira (2) pela empresa que dobrou o faturamento no segundo semestre, alcançando  US$ 8,1 bilhões devido a uma demanda consistente de clientes por corridas e entregas.

Analistas previam um resultado mais modesto, de US$ 7,4 bilhões de faturamento na média das projeções. A empresa informou ainda que 122 milhões de pessoas usam a plataforma por mês, número que também superou a estimativa do mercado, que era de 120,5 milhões.

De acordo com o CEO da empresa, Dara Khosrowshahi, mais de 70% dos novos motoristas que ingressaram na plataforma tomaram esta decisão para obter um ganho extra em meio a uma alta da inflação e do custo de vida.

Uber

Nos três meses encerrados em junho, a Uber movimentou US$ 29,1 bilhões com corridas, entregas de comida e encomendas, um avanço de 33%. Este valor e o número de usuários na plataforma foram recordes, segundo o CEO.

"No último trimestre, desafiamos o nosso time a bater as metas de lucro ainda mais rápido do que planejamos, e entregamos", afirmou Khosrowshahi, em comunicado.

Além disso, pela primeira vez em sua história, a empresa teve um fluxo de caixa positivo, de US$ 382 milhões. Analistas previam um fluxo positivo menor, de US$ 263 milhões.

O número de corridas e entregas superou os patamares da pré-pandemia, graças à reabertura dos escritórios e a demanda em viagens de turismo.

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.