x

Regulamentação da Lei Geral é discutida

Workshop, realizado pelo Jornal do Commercio, em parceria com o Sebrae/PE, reuniu representantes de diversas entidades do Estado. Evento teve participação

18/10/2008 00:00:00

1,6 mil acessos

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp

Workshop, realizado pelo Jornal do Commercio, em parceria com o Sebrae/PE, reuniu representantes de diversas entidades do Estado. Evento teve participação de palestrantes nacionais

Representantes de diversas entidades se reuniram, na tarde de ontem, no auditório do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação (SJCC), para o workshop Lei Geral - conquistas e desafios para micro e pequenas empresas, promovido pelo Jornal do Commercio (JC), em parceria com o Sebrae/PE.

O primeiro painel, intitulado Os avanços da Lei Geral das micro e pequenas empresas, foi explanado pelo gerente de Políticas Públicas do Sebrae Nacional, Bruno Quick. Ele apresentou dados sobre a representatividade dos pequenos negócios no Brasil e fez comparações com o cenário internacional.
Em seguida, Quick falou sobre os objetivos da Lei Geral, tanto para as empresas como para a sociedade - como a geração de emprego e renda, por exemplo. "A formalidade precisa ser percebida como um bom negócio, e a lei é um passo nesse sentido", explicou o palestrante.

Em seguida, o representante do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, Sérgio Ligiero, apresentou o segundo painel: O uso do poder de compra do Estado como oportunidade para as MPE. "O micro e pequeno empresário precisa se preparar muito bem para ser um fornecedor do sistema público e aproveitar as oportunidades", avisou Ligiero.

Por último, Leonardo Carolino, analista de Políticas Públicas do Sebrae Pernambuco, falou sobre o Estado no painel Lei Geral em Pernambuco: o que precisamos fazer. Ele mostrou, além dos avanços já realizados, algumas propostas para o Estado e os municípios. "Pernambuco é o quinto lugar no cenário nacional em número de municípios que já regulamentaram a lei - dos 184, 29 já estão regulamentados", frisou o analista.

O deputado estadual Augusto César Filho, da Comissão Parlamentar de Implementação da Lei Geral da Assembléia Legislativa do Estado, resumiu a opinião dos participantes do evento. "Discutir experiências de outros Estados é muito importante. A idéia é que a lei se torne uniforme no Brasil inteiro. Para isso, precisamos alinhar os discursos e adaptar exemplos que dão certo e beneficiam os micro e pequenos empresários."

Instituições como a Fecomércio-PE, Banco do Nordeste, Sindicato de Contabilidade do Estado de Pernambuco, Instituto de Apoio à Universidade de Pernambuco (Iaupe), Fiepe, Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) e municípios como Serra Talhada e Moreno foram representadas no evento.

O Jornal do Commercio publica, amanhã, cobertura especial do Workshop Lei Geral - conquistas e desafios para micro e pequenas empresas, no caderno de Economia.

Fonte: Sinescontábil/MG

Enviado por: Wilson Fortunato

VER COMENTÁRIOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.