x

TECNOLOGIA

Câmara dos Deputados: automação do trabalho e inteligência artificial em pauta

Cedes apresenta plano de trabalho para analisar o impacto da automação no mercado de trabalho e o uso da IA na previdência, visando a requalificação profissional.

20/06/2023 16:30:10

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
Câmara dos Deputados promove debate sobre automação e IA

Câmara dos Deputados: automação do trabalho e inteligência artificial em pauta

Nesta quarta-feira (21), o Centro de Estudos e Debates Estratégicos da Câmara dos Deputados (Cedes) promoverá uma reunião para a apresentação do plano de trabalho de um estudo inovador sobre os impactos da automação do trabalho e a utilização de inteligência artificial na previdência.

A pesquisa, que será relatada pelo deputado Helio Lopes (PL-RJ), buscará avaliar como a automação pode redefinir o mercado de trabalho e, consequentemente, a empregabilidade das pessoas impactadas por este processo. Além disso, o estudo tem como objetivo explorar o potencial da inteligência artificial para detectar fraudes e otimizar a gestão dos fundos de previdência.

O encontro está agendado para às 17 horas e o local ainda será confirmado.

Cedes

O Cedes, um órgão técnico-consultivo da Câmara dos Deputados, é conhecido por sua dedicação à análise e discussão de temas inovadores com o potencial de transformar as realidades econômica, política e social do Brasil. Desde sua instalação em 2003, o centro publicou 27 estudos, muitos dos quais já foram convertidos em lei ou incorporados por governantes. O colegiado é atualmente presidido pelo deputado Da Vitoria (PP-ES) e é composto por 23 parlamentares.

As publicações do Cedes estão disponíveis gratuitamente para download ou podem ser adquiridas através do site da Livraria da Câmara.

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.