x

EMPRESARIAL

22% das grandes empresas envolvem a diversidade no processo de inovação, nas médias o número cai para 5%

O levantamento contou com 309 respostas de líderes de empresas que atuam nos diversos setores da economia.

24/06/2023 13:00:05

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
22% das grandes empresas envolvem a diversidade no processo de inovação

22% das grandes empresas envolvem a diversidade no processo de inovação, nas médias o número cai para 5% Foto: PxHere

Para revelar o cenário atual da inovação no Brasil e os caminhos para que empresas, líderes e equipes atinjam uma maturidade de inovação plena e contínua, a plataforma de Gestão da Inovação da América Latina, AEVO em parceria com a consultoria em inovação Inventta, lançaram o Mapa da Inovação Corporativa.

O levantamento contou com 309 respostas de líderes, dos quais 56% atuam em empresas que têm entre 101 e 1000 colaboradores, e 44% em empresas acima de 1.000 colaboradores, nos diversos setores da economia.

Um dos principais dados apontados pelo Mapa é que 48% das empresas se consideram inovadoras, enquanto apenas 19% são reconhecidas como inovadoras pelo mercado. No Mapa, 76% das companhias afirmam assumir riscos em prol da inovação, ainda que em diferentes níveis de ousadia.

Como as médias e grandes valorizam a diversidade no processo de inovação?

No comparativo entre médias e grandes empresas, surpreende que, segundo as lideranças das grandes empresas, 22% delas promovem a diversidade de ideias no seu mais amplo espectro, enquanto somente 5% das organizações de médio porte afirmam ter espaço para uma diversidade plena de ideias - diferentes visões, gerações, experiências, perfis, gêneros, etnias, classes sociais, entre outros perfis, participando ativamente da estratégia de inovação. 

“A criatividade é parte essencial do processo inovativo. Empresas inovadoras têm uma cultura onde todos se sentem à vontade para propor novas ideias e colocar em prática”, afirma Luís Felipe Carvalho, CEO da AEVO.

Como as empresas apuram e acompanham o desempenho em inovação?

Na análise geral, apenas 12% das empresas afirmam possuir processos claros de apuração e acompanhamento do desempenho em inovação e, inclusive, integrados aos indicadores estratégicos do negócio. Entretanto, esse número sobe para 30% quando observamos as respostas das altas lideranças de grandes empresas (+ 1000 colaboradores). 

Como as empresas fomentam e monitoram novas oportunidades para a “boca do funil” do processo de inovação?

Diferente do que muitos possam pensar, o processo de inovação não começa na geração de ideias. Apenas 19% entre as altas lideranças das grandes empresas afirmaram ter procedimentos bem estruturados para gerenciar diversas fontes de obtenção de insights, que alimentam o processo de inovação.

Enquanto isso, apenas 5% das organizações de médio porte afirmaram ter um fluxo de monitoramento bem estabelecido no negócio, também na visão das altas lideranças.

“O processo de inovação começa com as pessoas atentas aos sinais do mundo que geram insights e reflexões sobre onde estão as oportunidades de inovação, ou desafios que devem ser endereçados pelo esforço. Todo processo de inovação, por mais simples que possa ser, deve considerar a atenção e monitoramento de sinais externos como ponto de inspiração”, finaliza Luís. 

Fonte: AEVO

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.