x

PREVIDÊNCIA

INSS quer tornar a concessão do BPC/Loas automática para idosos

Medida incentivada pelo ministro da Previdência Social visa reduzir filas e facilitar a concessão para quem já estiver registrado no Cadastro Único.

14/07/2023 16:00:11

  • compartilhe no facebook
  • compartilhe no twitter
  • compartilhe no linkedin
  • compartilhe no whatsapp
BPC/Loas pode ser concedido automaticamente

INSS quer tornar a concessão do BPC/Loas automática para idosos

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estuda implementar a concessão automática do Benefício de Prestação Continuada (BPC/Loas). 

A possibilidade foi levantada pelo ministro da Previdência Social, Carlos Lupi, que questionou a necessidade de análise do pedido pelo órgão, considerando que o possível beneficiário já está inscrito no Cadastro Único (CadÚnico), gerido pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social. Família e Combate à Fome.

"Todo o programa de assistência social é feito pelo CadÚnico, sistema que os municípios têm. Se o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome faz um atendimento da assistência social, por que eu tenho que fazer de novo, por que isso não pode ser automático?", questionou Lupi à Agência Brasil, completando: "Já estão começando as experiências-piloto para que tudo aquilo que for de assistência social seja automático. Saiu do lado do MDS, aqui é só conceder, é só liberar".

O BPC/Loas é um benefício assistencial no valor de um salário mínimo — hoje em R$ 1.320 — pago mensalmente pelo INSS a pessoas com deficiência e idosos acima de 65 anos que tenham renda familiar per capita (por pessoa) de até 1/4 do salário mínimo (hoje em R$ 330).

Para ser elegível, a pessoa também deve ter cadastro no CadÚnico, com os dados atualizados nos últimos dois anos e os CPFs de todos os integrantes da família.

Apenas para idosos

Ao EXTRA, o INSS confirmou que a ideia é que a concessão automática seja aplicada aos pedidos de BPC/Loas para idosos, que não dependem de perícia médica, diferentemente dos requerimentos para pessoas com deficiência. O órgão não detalhou onde os testes de concessão automática já estão acontecendo nem se existe um cronograma para que a modalidade seja efetivamente implementada.

Em maio, uma portaria conjunta assinada pelos ministros Lupi, da Previdência, e Wellington Dias, do Desenvolvimento e Assistência Social, determinou que o CadÚnico e o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), do INSS, passariam a ser administrados de maneira conjunta. O objetivo, segundo o governo, era agilizar a análise dos pedidos de benefícios e atender um número maior de brasileiros que precisam de proteção social.

Dados do portal da transparência do INSS mostram que o BPC/Loas para pessoas com deficiência tinha a segunda maior fila de em junho, com 437.077 pedidos no estoque. A maior parte dos requerimentos tem tempo médio de espera de até 180 dias (ou seis meses). Já os pedidos de BPC/Loas específicos para idosos somavam 74.517 pedidos.

Com informações EXTRA

Leia mais sobre

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ARTICULISTAS CONTÁBEIS

VER TODOS

O Portal Contábeis se isenta de quaisquer responsabilidades civis sobre eventuais discussões dos usuários ou visitantes deste site, nos termos da lei no 5.250/67 e artigos 927 e 931 ambos do novo código civil brasileiro.